1. › Concursos Previstos
  • indique
  • imprimir
    Tribunal Eleitoral

    TSE define Consulplan como organizadora

    As oportunidades de técnico e analista judiciário serão para formação de cadastro reserva em Brasília (DF). Em São Paulo, o TRE aguarda liberação de verba para abrir concurso

    Os interessados no concurso do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) receberam na última semana uma dose extra de motivação: a Consulplan foi consagrada vencedora do processo de licitação para apontar a empresa organizadora.

    O edital trará oportunidades para técnico judiciário para as áreas administrativa e de programação de sistemas. Para a área administrativa será exigida formação de nível médio, já para os candidatos à carreira de programação de sistemas será necessário ter também curso específico de programação.  O salário inicial é R$ 4.052,96.

    Haverá também oportunidades para analista judiciário para candidatos com formação de nível superior em áreas como psicologia, direito e engenharia – confira a relação completa dos cargos na tabela abaixo. O salário inicial para este grupo é de R$ 6.611,39.

    A seleção será para formação de cadastro reserva. Os aprovados poderão trabalhar na sede do órgão, em Brasília (DF).

    Segundo Zélia Oliveira de Miranda, presidente da comissão de concurso público do TSE, ainda não é possível estabelecer quando o edital será publicado, pois o cronograma será negociado com a organizadora apenas após a assinatura do contrato, prevista para os próximos dias.

    Confira abaixo as vagas previstas:
     

     

    CARGO EFETIVO

     

    ÁREA ATIVIDADE

     

    ESPECIALIDADE

    ESCOLARIDADE

    Analista Judiciário

    Judiciária

     

     

    diploma de curso de graduação em Direito devidamente registrado no MEC. 

    Analista Judiciário

     

     

     

    Apoio Especializado

     

      

    Psicologia

    diploma de curso de graduação em Psicologia, devidamente registrado no MEC, e registro no Conselho Regional da categoria. 

    Análise de Sistemas

    diploma de curso de graduação na área de informática ou em qualquer outro curso de graduação, devidamente registrados no MEC, acrescido de curso de especialização com, no mínimo, 360 horas/aula na área da Ciência da Computação. 

    Arquivologia

    diploma de curso de graduação em Arquivologia, devidamente registrado no MEC, e registro na Delegacia Regional do Trabalho. 

    Biblioteconomia

    diploma de curso de graduação em Biblioteconomia, devidamente registrado no MEC, e registro no Conselho Regional da categoria.

    Estatística

    diploma de curso de graduação em Estatística, devidamente registrado no MEC, e registro no Conselho Regional da categoria. 

    Engenharia Elétrica

    diploma de curso de graduação em Engenharia Elétrica, devidamente registrado no MEC, e registro no Conselho Regional da categoria. 

    Engenharia Mecânica

    diploma de curso de graduação em Engenharia Mecânica, devidamente registrado no MEC, e respectivo registro no Conselho Regional da categoria. 

    Analista Judiciário

     

         

    Administrativa

         

     

    diploma de curso de graduação em qualquer área de formação, devidamente registrado no MEC (bacharelado ou licenciatura plena). 

    Contabilidade

    diploma de curso de graduação em Ciências Contábeis, devidamente registrado no MEC e, registro no Conselho Regional da categoria. 

    Pedagogia

    diploma de curso de graduação em Pedagogia, devidamente registrado no MEC. 

        

    Técnico Judiciário

         

    Administrativa

     

     

    diploma de segundo grau ou curso técnico equivalente, devidamente registrado na Secretaria de Educação. 

     

    Técnico Judiciário

     

    Apoio Especializado

     

    Programação de Sistemas

    diploma de segundo grau ou curso técnico equivalente, devidamente registrado na Secretaria de Educação, acrescido de cursos de programação de sistemas totalizando, no mínimo, 180 horas/aula.

     

     

     


    Concurso anterior – O último concurso do TSE foi realizado em 2006, pelo Cespe/UnB, e contou com 801 oportunidades distribuídas entre a sede do órgão e os Tribunais Regionais Eleitorais (TRE) dos Estados do Acre, Rio de Janeiro, Rondônia e Roraima. A seleção para analista judiciário foi para as áreas judiciária; administrativa; de contabilidade; pedagogia; análise de sistemas; engenharias elétrica, mecânica e civil; história e relações públicas; entre outras.  A carreira de técnico judiciário também contemplou diversas especialidades, entre elas: administrativa, programação de sistemas, edificações e enfermagem. Na época, o salário inicial de técnico judiciário era de R$ 2.415,66 e para analista de R$ 4.034,63.

    São Paulo – O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SP) alega que a demora na publicação do edital de seu próximo concurso se deve
    à falta de verba. O órgão aguarda liberação orçamentária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para realizar a seleção. Ainda não há perspectiva de quando o TSE irá se manifestar a esse respeito. As informações são da assessoria de imprensa do tribunal paulista. A expectativa inicial contava com oferta de 82 oportunidades.

    A distribuição, divulgada pelo tribunal, prevê que a maioria das chances seja oferecida para técnico judiciário, com 42 vagas. A carreira requer escolaridade de nível médio completo. Existe a possibilidade de que 12 desses postos sejam transformados em oportunidades para candidatos de nível médio técnico em operação de computadores (8), programação de sistemas (2) e artes gráficas (2).

    Haverá ainda 30 postos vagos para analista judiciário da área judiciária. Neste caso, a secretaria de concurso estuda mudar a especialidade de sete oportunidades para a área de apoio especializado em medicina psiquiátrica (1), psicologia organizacional (1) e contabilidade (5). Para analista da área administrativa, inicialmente estão previstas 10 vagas, sendo que apenas quatro deverão ficar para candidatos com formação superior em qualquer área do conhecimento. As seis oportunidades restantes devem ser divididas da seguinte forma: quatro para a área de análise de sistemas e duas para estatística.

    Profissionais com nível médio completo poderão candidatar-se às oportunidades de técnico judiciário, com salário inicial de R$ 4.052,96. Concursandos com formação em direito poderão inscrever-se para a carreira de analista judiciário para a área judiciária – o salário inicial será de R$ 6.611,39.

    Veja também:

    Nível superior (SP)/ Concurso da Sehab terá salário de R$ 2,4 mil

    Metrô (SP)/ Gerente de RH revela detalhes dos próximos concursos