Inscrições abertas

Boituva/SP seleciona para 309 vagas de todos os níveis

Ofertas disponibilizadas no concurso da Prefeitura de Boituva, localizada no interior de São Paulo, são para início imediato e cadastro de pessoal. Salários chegam a R$ 4,2 mil

0,00(0.0%)0 voto(s)

Yahell Luci Lima
Publicado em 28/01/2016, às 15h13

Localizada a cerca de 123 km da capital do Estado de São Paulo, a Prefeitura de Boituva está com inscrições abertas para o concurso que visa a contratar 309 profissionais de todos os níveis escolares. Do total de oportunidades, 218 são para início imediato e 91 destinadas a formação de cadastro de reserva (CR).
Quem tem ensino fundamental completo está apto aos cargos de cuidador social (4 CR), motorista (7 + 4 CR), tratador de animais (2 CR), coveiro (3) e operador de máquinas (7).
Ensino médio é o requisito da Prefeitura de Boituva para os postos de agente administrativo escolar (8), agente comunitário de saúde – estratégia da saúde da família (16 CR), agente de vigilância ambiental (20), auxiliar de farmácia (3 CR), auxiliar de saúde bucal (5 + 1 CR), fiscal de posturas (3), inspetor de alunos (8), instrutor de artes em diferentes especialidades (12), instrutor de esportes em diversas modalidades (17), intérprete de libras (3), recepcionista (9 CR) e técnico de enfermagem (17 CR).
Candidatos com diploma de curso superior na área específica encontram chances nas carreiras de advogado (1), assistente social (3 CR), auditor público interno (1), bibliotecário (1), coordenador pedagógico (5), dentista (2 CR), diretor de escola (3), educador físico (1 CR), enfermeiro (9 CR), enfermeiro especialista em saúde mental (2 CR), farmacêutico 4hs (3 CR), médico em diversas especialidades (36 + 15 CR), professor de educação básica I ensino fundamental (24), professor de educação básica I ensino infantil (35), professor de educação básica II em diferentes disciplinas (17) e professor de educação especial (2).
Os salários oferecidos pelo concurso da Prefeitura de Boituva partem de R$ 1.071,37 e chegam a R$ 4.725,28 para jornadas de 20 a 40 horas semanais.

Participação


Os interessados em participar da seleção devem se cadastrar até dia 14 de fevereiro pelo site da Dux Concursos (www.duxconcursos.com.br), organizadora do concurso da Prefeitura de Boituva. A inscrição só será efetivada após o pagamento da taxa, que custa entre R$ 12 e R$ 20, de acordo com o nível de escolaridade.
Os inscritos farão prova objetiva nos dias 28 de fevereiro e 6 de março, conforme o cargo pretendido. O exame terá 40 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa, matemática, informática e conhecimentos específicos.
De acordo com o edital do concurso, também haverá avaliação de títulos para as funções de advogado, auditor público interno, coordenador pedagógico, diretor de escola e professor (todas as áreas). Os documentos devem ser entregues no dia da prova objetiva.
Por fim, também serão aplicados testes práticos para os concorrentes a alguns empregos.

Sobre Prefeitura Boituva

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas