Caixa anuncia crédito de até R$ 1 mil no Caixa Tem, mas beneficiários do Bolsa Família não podem pedir

De acordo com a Caixa, mais de 48 milhões de pessoas devem pedir o empréstimo via o aplicativo Caixa Tem

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 27/09/2021, às 14h07

None
Agência Brasil

Nesta segunda-feira (27), a Caixa Econômica Federal anunciou uma linha de crédito, com valores de R$ 300 a R$ 1.000, para os usuários que utilizam o aplicativo Caixa Tem. A taxa de juros é de 3,99% ao mês, com pagamento em até 24 vezes. Apesar dos beneficiários do Bolsa Família terem acesso ao app do banco para receber o benefício ou o Auxílio Emergencial, eles não terão acesso ao programa de crédito.

Durante a cerimônia de abertura do programa, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que os indivíduos que recebem o Bolsa Família não podem ter direito ao empréstimo porque ao pedir a quantia no aplicativo, o app pede uma atualização cadastral. Após preenchimento dessa atualização, ele cancelaria o cartão do Bolsa Família automaticamente.

Além disso, Guimarães afirmou que as pessoas que recebem o Auxílio Emergencial não poderiam pedir o empréstimo. “As pessoas que vão receber o auxílio emergencial não terão direito ao crédito. Por quê? Porque elas não têm condições de pagar”, justifica o presidente do banco estatal.

No entanto, a Caixa corrigiu a informação destacando que quem recebe o auxílio também pode ter acesso ao crédito. Inclusive, o banco anunciou que mais de 48 milhões de pessoas que recebem o Auxílio devem pedir o empréstimo. 

Pedro Guimarães aponta que o programa foi criado porque o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) destaca que o objetivo do governo é “ajudar quem precisa”. “Seja via transferência de renda, com o Bolsa Família ou qualquer novo programa assistencial, seja o crédito, como o crédito do Caixa Tem”, afirmou o presidente da Caixa.

Como funciona o programa de crédito do Caixa Tem?

O programa de crédito do Caixa Tem visa oferecer empréstimo de R$ 300 a R$ 1.000 para as pessoas que têm acesso ao app Caixa Tem. A taxa de juros é de 3,99% ao mês, com pagamento em até 24 vezes.

Para quem já possui a conta Poupança Social Digital no Caixa Tem, a atualização cadastral e a solicitação do crédito estarão disponíveis de forma escalonada, conforme o mês de aniversário. A avaliação do cadastro é concluída em até dez dias, para liberação dos recursos.

Para os nascidos em janeiro e fevereiro, a opção já está disponível a partir desta segunda-feira, seguindo até 27 de dezembro, com os nascidos em novembro e dezembro.

A criação das contas digitais e o aplicativo Caixa Tem foram a solução encontrada pela Caixa para o pagamento do auxílio emergencial a pessoas vulneráveis durante a pandemia de covid-19. A atualização cadastral é necessária para dar à Caixa as informações necessárias para a avaliação de risco de crédito do cliente, uma vez que a Poupança Social Digital foi aberta sem todos os dados.

Dessa forma, após a complementação do cadastro, a Poupança Social Digital, que viabiliza o crédito de benefícios sociais, será convertida em Poupança Digital, com a oferta de produtos e serviços bancários disponíveis em contas poupança tradicionais.

A abertura de conta pelo aplicativo Caixa Tem para novos usuários será possível a partir do dia 8 de novembro, também de acordo com o mês de nascimento.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais informações sobre os benefícios sociais no JC Concursos

Comentários

Mais Lidas