Quer fazer faculdade na Europa? Com o Enem, você consegue; Entenda

Portugal oferece milhares de vagas todos os anos para os estudantes brasileiros que fizeram o Enem

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 25/11/2021, às 09h12

Enem 2021 - Você pode estudar na Europa com ele
Enem 2021 - Você pode estudar na Europa com ele - JC Concursos

No último domingo (21), os estudantes realizaram o primeiro dia de provas do Enem 2021 (Exame Nacional do Ensino Médio) e devem fazer a segunda parte no dia 28 de novembro. Além de oferecer vagas de ensino superior em universidades públicas e estaduais no Brasil, os candidatos também podem se inscrever em instituições de ensino superior no estrangeiro.

As instituições de ensino superior estrangeiras utilizam as notas do Enem em processos seletivos. Atualmente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem convênio com 51 instituições de ensino em Portugal. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas. 

Dentre as universidades portuguesas que selecionam estudantes brasileiros, podemos citar a Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa, Universidade do Porto e Instituto Politécnico do Porto. A lista das instituições está disponível no portal do Inep.  

A escolha das universidades deve ser feita por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino superior. Para concorrer, os candidatos não podem ter tirado zero na prova de redação. O Sisu geralmente tem duas edições no ano. 

ProUni

Também há opção de estudar no Brasil em universidades particulares, mas com bolsa de estudos de até 100% com o Programa Universidade para Todos (ProUni). As bolsas podem ser integrais, de 100% da mensalidade, ou parciais, de 50%. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. É preciso também não ter zerado a redação do Enem e ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas das provas. 

Assim como o Sisu, o ProUni tem duas edições no ano. Em 2021, o ProUni também foi atípico por causa da pandemia. A primeira edição do programa utilizou as notas do Enem 2019, para que o calendário não sofresse impacto. As notas do Enem 2020, cujas provas ocorreram em janeiro e fevereiro deste ano, foram usadas na segunda edição do ProUni 2021. 

Agora, o programa deverá ser normalizado. Os estudantes que fizeram o Enem 2021 poderão concorrer às bolsas do ProUni 2022. O ProUni geralmente ocorre após o Sisu. 

A nota pode também ser usada para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece recursos a condições mais atrativas que as disponíveis no mercado.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais informações sobre o mundo da educação no JC Concursos

Comentários

Mais Lidas