INSS muda turno de provas para cargo de analista

Ao invés de serem realizadas à tarde, como estava previsto inicialmente, as avaliações ficaram para o período matutino. Essa é a única etapa de avaliação dos inscritos

Pâmela Lee Hamer
Publicado em 29/11/2013, às 12h09

Quem persegue as 300 oportunidades de analista do seguro social e fez as provas objetivas do INSS no dia 13 de outubro, realizadas em 98 municípios, passará novamente por exame de múltipla escolha.
O Instituto Nacional do Seguro Social e a Funrio, organizadora da seleção, resolveram reaplicar as avaliações no dia 9 de fevereiro de 2014, pela manhã, inclusive para as formações em tecnologia da informação, fisioterapia, engenharia civil e administração, que teriam provas reaplicadas em 8 de dezembro – o novo cronograma pode ser consultado nos anexos.
PACOTE DE ESTUDOS INSS - CLIQUE AQUI
Candidatos convocados poderão solicitar, até 9 de dezembro, alteração da cidade para realização do teste. Basta encaminhar e-mail para trocacidadedeprova.inss@funrio.org.br, contendo o assunto “Solicitação de alteração da cidade de prova”, nome, número de inscrição, identidade, CPF e município de interesse. 
A devolução da taxa de inscrição, no valor de R$ 67,21, poderá ser solicitada, também até o dia 9 de dezembro, pelos concursandos que não desejem continuar na disputa pelo cargo. Neste caso, nome, número de inscrição, identidade, CPF e dados bancários para depósito (banco, conta corrente e agência) deverão ser remetidos para o e-mail devolucaotaxa.inss@funrio.org.br, com o assunto “Devolução da taxa de inscrição”.
Entenda o caso – Única etapa do processo seletivo, as provas com questões de língua portuguesa, noções de direito previdenciário, noções de direito administrativo e conhecimentos específicos serão reaplicadas devido a “inconsistências técnicas” nos exames para as formações em tecnologia da informação (TEINF), fisioterapia (FISIO), engenharia civil (CIVIL) e administração (ADMIN) Entre os problemas relatados pelos candidatos e confirmados pela FUNRIO estão a insuficiência de cadernos de provas no Colégio Paulino de Brito, em Belém/PA, para os candidatos a tecnologia da informação; no Colégio Objetivo, bloco Único, 3º andar, sala 3º A, em Juazeiro do Norte/CE, para fisioterapia; no Colégio Estadual Polivalente Frei João Batista, bloco B, andar térreo, sala 14, em Anápolis/GO, para engenharia civil; e aplicação de prova de outra formação no Colégio Darcy Ribeiro, bloco A, andar 1, sala 7, em Governador Valadares/MG, para formação em administração. A profissão - Ao todo, 164.209 pessoas se inscreveram para ocupar a carreira de analista. A disputa está mais acirrada em Brasília/DF (11.830), São Paulo/SP (8.999), Belo Horizonte/MG (6.520) e Recife/PE (6.040). Por outro lado, Tefé/AM (51), Diamantina/MG (269), Ouro Preto/MG (328) e Canoas/RS (344) registraram os menores números de participantes.
O emprego público, de nível superior, abrange as áreas de estatística; ciências contábeis; direito; administração; engenharia civil, mecânica, elétrica, de telecomunicações e com especialização em segurança do trabalho; arquitetura; tecnologia da informação; terapia ocupacional; pedagogia; psicologia; jornalismo; publicidade e propaganda; fisioterapia; e letras. Os postos de trabalho estão distribuídos pelas superintendências regionais Sudeste I - São Paulo; Sudeste II - Belo Horizonte; Sul - Florianópolis; Nordeste - Recife; Norte Centro-Oeste - Brasília; e Central - Brasília.
São pagos R$ 7.147,12 de remuneração mensal, compostos por R$ 788,51 de vencimento básico, R$ 1.261,61 de gratificação de atividade executiva, R$ 4.724 de gratificação de desempenho de atividade do seguro social e R$ 373 de auxílio alimentação.
Mais informações podem ser obtidas no site www.funrio.org.br.

Comentários

Mais Lidas