A demora do edital é mais um desafio a se vencer

Não vejo essa demora com maus olhos, pois quanto mais tempo, mais chances o candidato tem dese preparar e ajustar suas dificuldades. Se, até agora, você já estudou toda a teoria, reorganize seus estudos.

Redação
Publicado em 03/12/2014, às 16h08

Cláudia Jones 

Tenho encontrado alguns alunos um pouco desmotivados com a demora na publicação do edital do INSS. Milhares de candidatos estão estudando há bastante tempo e na expectativa da divulgação do edital do concurso. Na verdade, a autarquia federal está no aguardo da liberação da autorização por parte do Ministério do Planejamento, Gestão e Orçamento (MPOG). Quando essa autorização sair, o INSS tem até seis meses para publicar o edital, ou seja, após o aval, a instituição pode publicá-lo a qualquer momento.

Não vejo essa demora com maus olhos, pois quanto mais tempo, mais chances o candidato tem dese preparar e ajustar suas dificuldades. Se, até agora, você já estudou toda a teoria, reorganize seus estudos. Marque os pontos que mais tem dúvidas e faça uma massificação exaurida desses temas. Reveja as matérias fazendo resumos e atacando as questões. Se você observar, há à disposição milhares de questões, não só de provas anteriores do INSS, como de outros concursos que têm conteúdos parecidos.

Não adianta ficar na angústia de querer ver o edital publicado logo, pois o amadurecimento nos estudos vai proporcionar-lhe uma colocação melhor quando for aprovado. Pense que sempre temos o que ver de novo. Procure as atualizações, principalmente na área do direito, onde sempre existem muitas. Você verá que, na hora da sua prova, esse tempo a mais foi favorável a você. Muitos estão começando a estudar agora, outros começarão somente quando o edital sair, mas o que importa é a qualidade com que se estuda.

Olhe para o status em que você se encontra na sua preparação: à frente de muitos. Use essa arma a seu favor! Se você prestar atenção, verá que ainda existe muita coisa para se estudar. Ninguém é 100% bom em tudo. Se você procurar, vai descobrir que pode existir uma disciplina em que você pode até ser bom, mas não é ótimo. Então, procure ser ótimo, você tem tempo para isso. E como se torna ótimo? Treinando, treinando e treinando!

Se você desanimar agora e achar que já estudou tudo poderá perder o fio da meada. Eu sempre digo que se acostumar a estudar é muito difícil, mas se acostumar a não estudar é fácil demais. Não adianta estudar há um ano, por exemplo, e estremecer agora. Desacelerar pode deixar você atrás até mesmo de quem começará a se preparar só depois que o edital sair. O conteúdo precisa estar fresco na sua memória. Esta é a hora de treinar muitas questões, pois isso fará com que você domine as matérias. Acabaram as questões da Fundação Carlos Chagas? Não tem problema, procure questões de bancas similares, até porque não sabemos bem ao certo qual será a escolhida. Claro que nos baseamos naquela que organizou o último concurso, mas isso serve apenas para dar um norte aos nossos estudos. Não quer dizer que a organizadora será a mesma.

Um detalhe importante é não deixar a “peteca” cair agora, pois é nesta hora, em que você acredita que sabe tudo e que já estudou tudo, que pode perder o jogo. E eu posso dizer de cadeira, com meus quase 10 anos de concurso, que já vi muita gente muito bem preparada abandonar os estudos por acreditar que está fortalecido e, quando o edital saiu, essa escolha foi crucial para assinar a sentença: a perda do foco; o que, claro, culminou na reprovação desse candidato.

Sabe aquelas tentações que você venceu durante seus estudos até agora? As saídas com amigos, a praia, a diversão? Elas têm o poder de retornar justamente neste momento. E, você olha e diz: agora eu posso abraçar tudo o que perdi durante meus estudos, pois já estudei e estou pronto! Não! Agora você não pode porque simplesmente vai querer compensar toda a “perda” que teve naquele momento. E, sim, as tentações virão com mais frequência e, então, você fará uma, duas, três e quando vir, já estará entregue à diversão e se esquecerá completamente de seu objetivo. Claro que não estou dizendo do lazer, que é tão fundamental quando se estuda, estou falando da substituição do estudo pela diversão. Este tipo de candidato é o concorrente que todos querem! Não se esqueça disso!

Poxa, olhe para trás, veja o quanto você abriu mão para chegar ao nível que chegou! Quantos momentos com amigos, familiares, você abriu mão para poder estudar. Isso tudo tem de ser um incentivo para você continuar na luta porque você tem um objetivo: ser um servidor estável, com uma boa remuneração que possa “bancar” os seus sonhos, possa dar um conforto a mais para você e para sua família.

Então, continue, independente de quando o edital for sair, continue em frente, pois você não irá se arrepender. Depois me conte em qual colocação você ficou! Tenho certeza de que será muito melhor do que você almejou! Bons estudos!

Cláudia Jones, especialista em concursos do site Questões de Concursos.

Comentários

Mais Lidas