Devo somente estudar para concursos?

Segundo levantamento, somente 30% dos candidatos aprovados dedicavam-se exclusivamente aos estudos, ou seja, 70% trabalhavam e estudavam

Redação
Publicado em 14/09/2012, às 15h46

De Lucca

Alguns candidatos optam por deixar seus empregos e somente estudar para concursos. Chegam a mudar de cidade, deixando parentes e amigos para dedicar-se exclusivamente à preparação das provas. Outros adiam casamentos, “dão um tempo na relação” e planejam ter filhos somente após a aprovação na carreira pública.

Comentaremos estes pontos utilizando o estudo realizado pelos Analistas de Finanças e Controle da CGU, Rafael da Silva Assunção e Wallace Sousa Circuncisão com candidatos aprovados para o cargo de AFC/CGU em 2008 (hoje com remuneração inicial de cerca de R$ 13.000):

Deixar o emprego e estudar só para concursos. Segundo o estudo, somente 30% dos candidatos aprovados dedicavam-se exclusivamente aos estudos, ou seja, 70% trabalhavam e estudavam. Assim, não é necessária uma dedicação exclusiva para passar em concursos. A diferença está no tempo de aprovação. O candidato com dedicação exclusiva, que aproveitar integralmente este tempo para estudar, será aprovado mais rapidamente. Como é a sua única atividade sente-se mais pressionado, o que poderá afetar seu rendimento e o desempenho na prova. Para quem optar por esta forma de estudos, é muito importante fazer um planejamento financeiro e obter os recursos necessários para este período.

A escolha da carreira será fundamental, principalmente, no tempo de preparação até a aprovação. Se precisar ingressar na carreira pública mais rapidamente, é interessante escolher uma carreira com concursos mais frequentes e uma quantidade menor de matérias. Mesmo que tenha o ensino superior, poderá escolher boas carreiras de ensino médio como as da área bancária e tribunais.

Casar, namorar... De acordo com o estudo 40 % dos aprovados eram casados, 32% estavam namorando e 27% eram solteiros. Ou seja, é possível relacionar-se e passar na prova. O estudo mostrou também que os candidatos com filhos estudaram em média 7,5 meses a mais para ser aprovado, provavelmente, por ter menos tempo para estudar.

Estudar só para um concurso. O estudo apontou que 68% dos candidatos direcionaram sua preparação especificamente para o concurso somente após a divulgação do edital. Assim, constatamos que a estratégia de estudar somente as matérias básicas antes do edital é eficiente.

Dedicação exclusiva para concursos

Fato

- Segundo estudo 30% dos aprovados optaram por dedicação exclusiva

Vantagem

- Com mais tempo para estudar ingressa mais rapidamente na carreira pública

Desvantagem

- Maior pressão pela aprovação

Cuidados

- Fazer um planejamento financeiro para o período de estudos

- Escolher o concurso conforme o tempo que terá para estudar

Bons estudos e sucesso na carreira pública.

Carlos Alberto De Lucca é especialista, professor e desde 1979 prepara candidatos para concursos públicos. cdelucca@uol.com.br.

Comentários

Mais Lidas