O que o candidato pode esperar?

Cláudia Jones comenta neste artigo, as incertezas dos candidatos com notícias que circulam nos concursos públicos.

Redação
Publicado em 15/01/2014, às 12h09

Cláudia Jones

Enquanto o país se prepara para eleger o novo presidente, chegam dúvidas de todas aspartes sobre a interrupção ou não dos concursos públicos. Temos vivido uma época de muitas oportunidades, milhares delas, em todas as esferas de poder. Apesar das notícias otimistas trazidas pela imprensa em geral sobre novos e contínuos processos seletivos no poder público, ainda assim há uma incerteza no ar pairando sobre os candidatos.

Entendo que quem vem se preparando há muito tempo para conquistar o sonho de ingressar na administração pública tenha receio de que as oportunidades cessem, que todo o esforço acumulado e conhecimento,o que significa tempo, dedicação e dinheiro, venham por água abaixo por conta das eleições. Nada disso procede.

Ninguém vai perder nada se estudar, até porque conhecimento se acumula. E mais que isso, não haverá interrupção nas oportunidades. Pelo contrário,teremos boas chances para 2014.

Para você entender, a homologação de concursos pode haver normalmente, assim como as provas. O que fica restrito são as nomeações, contratações ou admissões do servidor público nos três meses que antecedem o pleito até a posse dos eleitos.Isso está previsto na lei das eleições (9.505/97), artigo 73. E mesmo assim,essa restrição será apenas na esfera em que acontecem as eleições. Por exemplo,em 2014, as eleições serão presidenciais e estaduais, ou seja, nas esferas federal e estadual. Mas, se a homologação do concurso for feita até três meses antes das eleições, até julho, as nomeações poderão acontecer em qualquer período do ano. Já em âmbito municipal e para o Poder Judiciário, as nomeações ocorrem normalmente. 

Sendo assim, basta ler as notícias e verificar que bons órgãos já anunciaram concursos para este ano, entre eles, Ministério do Turismo, Caixa Econômica Federal, Ministério da Fazenda, entre outros. Só na área federal, estão programadas mais de 18 mil vagas. Sem contar os concursos das prefeituras e do Poder Judiciário que abrem editais a toda hora.

E o melhor: os salários são de diversos níveis para ninguém colocar defeito e dar adeus às incertezas do mercado na iniciativa privada, cada vez mais restrito e com ganhos quase sempre aviltantes e aposentadoria normalmente limitadíssima. 

Então,a sua única preocupação deve ser: começar a estudar desde já! Bons estudos.

Cláudia Jones,especialista em concursos do site Questões de Concursos.

Comentários

Mais Lidas