Cultivando a necessária superação

É necessário nutrir a motivação, pois ela oferece condições para você conservar o sentido que lhe mantém envolvido com o projeto de colocação profissional

Redação
Publicado em 29/12/2011, às 15h45

Luiza Ricotta
Saiba você, candidato à carreira pública, que terá inúmeras dificuldades no decorrer da sua vida profissional. É necessário nutrir a motivação, pois ela oferece condições para você conservar o sentido que lhe mantém envolvido com o projeto de colocação profissional. Muitas são as situações que lhe colocam em xeque, fazendo-o redefinir o que até então parecia decidido.  São situações que lhe tiram da sua rota, que quando não é vivida pela dificuldade é percebida com a sua evolução gradativa. 
Lidar com a frustração advinda de uma não classificação em exames de seu interesse, e nos quais mantinha uma expectativa alta, o faz perder a força de antes, fazendo-o questionar onde estariam aquelas condições anteriores que você tinha e nutria. É assustador para o candidato sério e comprometido perder a motivação, dificilmente mantida quando sente que seus esforços não estão tendo correspondência. Como superá-los, então?A superação é um modo de deixar para trás a realidade que até então se vive e construir outra, nova e diferente. É passar a existir dentro de uma nova realidade, agindo como se nunca tivesse feito desta forma. Certamente que não é possível descartar sua experiência; é exatamente com seus aprendizados anteriores que irá formular a nova condição para si, extraindo-a do potencial já desenvolvido. Quem não possui essa matéria-prima não tem como oferecer melhores respostas para as situações que lhe desafiam, mas saiba que a mudança de conduta será necessária. Basta descobrir qual a melhor maneira para ir ao encontro desse diferencial.
Conte com sua experiência anterior, mas sem que ela seja definitiva a ponto de deixá-lo cristalizado e engessado numa postura que não lhe oferece a inovação. A resiliência é uma capacidade que podemos desenvolver, é um modo de fazer com os fatos que são difíceis de serem assimilados possam ser reavaliados, extraindo de você uma melhor conduta e uma melhor resposta diante daquele cenário até então vigente. 
Lide com as adversidades sabendo que pode estabelecer saída e soluções para o desânimo, desmotivação, perda de interesse, ansiedade extrema pelos anos de estudo e dedicação, dificuldades e problemas alheios ao seu preparo técnico, seja situação uma afetiva, familiar, financeira ou física, e que interferem diretamente na sua evolução.Não despreze, de modo algum, o que sabe, e nem mesmo se coloque inferiorizado diante do quadro que estiver passando. Nada de autocomiseração (ter pena de si mesmo) e nem mesmo o cultivo de estados depressivos que só te colocarão em contato com a fraqueza, contrária à superação.
Os que superam os obstáculos que são naturais no decorrer do processo de preparação, e consequente aprovação, são fortes. São guerreiros que estão em luta pela sua posição de forma ética, sem prejudicar a evolução de outros ou mesmo dificultar que outros obtenham os seus resultados.Concentre-se na sua forma de atuação de qualidade e não tema as situações e decisões que precisarem ser tomadas no processo, pois elas treinam e desenvolvem a superação diante de todo e qualquer acontecimento.
Luiza Ricotta é psicóloga e professora universitária. Autora do livro Preparação Emocional em Concursos Públicos: equilíbrio e excelência. Você pode conhecer também o tema através das vídeo-aulas de Preparação Emocional na área VIP para assinantes do www.jcconcursos.com.br. Twitter: @luizaricotta

Comentários

Mais Lidas