Estudar de qualquer jeito é igual a não estudar

“Estudar de forma eficiente significa estudar com método, técnica e estratégia”

Redação
Publicado em 12/09/2013, às 15h00

Daniel Sena

O que mais vi ao longo desses anos em que estudo para concurso foram pessoas que queriam muito passar em uma seleção pública, mas estudavam de qualquer jeito. Quem estuda de qualquer jeito não estuda de forma eficiente e nunca atingirá o seu objetivo. É a mesma coisa que não estudar, só que pior. Se você não estuda, pelo menos aproveita o tempo fazendo alguma coisa legal. Se você estuda de forma errada, além de não passar nunca em um concurso, ainda vai perder o seu tempo.

É comum encontrar um aluno que me diz estar estudando há mais de cinco anos para concurso sem nunca ter passado em nenhum. Também já conheci vários que estudaram um ano e meio e foram aprovados em mais de um. Qual será a diferença entre esses dois tipos de aluno? Simples: a forma de estudar! Estudar de forma eficiente significa estudar com método, técnica e estratégia.

O método tem o poder incrível de nos conduzir aos nossos objetivos. É o caminho que deve ser percorrido necessariamente para se atingir o fim.

Se sua meta é passar em um concurso, então você precisa estudar de forma que atinja esse objetivo. Uma metodologia eficiente requer, em primeiro lugar, disciplina no estudo. Não adianta querer passar em um concurso sem estudar todos os dias. Estudar todos os dias fará com que as informações borbulhem em sua cabeça o tempo todo. Quanto mais você estudar, mais próximo estará de passar.

Além da disciplina, você precisa se concentrar em estudar as matérias necessárias ao concurso que você almeja. A forma mais segura de se fazer isso é estudar as disciplinas que estão no edital. Se ele não foi publicado ainda, baseie-se no edital do concurso anterior. Quanto antes você começar, maiores são as chances de passar.

Agora, se você tiver método, mas não utilizar uma boa técnica, nada adiantará. A técnica é o procedimento que você adotará para atingir os seus objetivos. Estudar com técnica significa estudar com uma boa orientação.

Para quem está começando a caminhada agora, é fundamental ter orientação sobre como e o que estudar. Considero indispensável que você procure um bom cursinho preparatório, onde professores especializados em concurso público poderão ajudá-lo a saber como estudar cada disciplina. Além de bons professores, você precisa de um excelente material de apoio. Se você tiver essa combinação de professor e material, com certeza as suas chances de passar em um concurso aumentarão de forma surpreendente.

E, para firmar esse tripé que o levará à aprovação, uma boa estratégia o colocará na frente dos seus concorrentes. Aqui eu levo em consideração alguns elementos fundamentais. Associadas a tudo o que eu falei, duas ferramentas potencializarão a sua preparação: exercícios e simulados.

Fazer exercícios permitirá a você conhecer como a banca organizadora poderá questioná-lo acerca de determinado assunto. Quanto mais exercícios você fizer, melhor será sua visão sobre as possíveis questões de prova. Priorize os exercícios da banca que organizará o concurso que você deseja.

Para fechar com chave de ouro, faça simulados. Os simulados são a melhor forma de treinar para o dia da prova. Está certo que jogo é jogo e treino é treino, mas sem treino ninguém consegue jogar bem. Então, faça simulados! Você se conhecerá, aprenderá a administrar o tempo para a realização da prova e terá noção de como anda a sua preparação.
Como podemos perceber, a vontade de passar em um concurso deve ser uma vontade inteligente, que vai além do mero desejo. Exige atitude! E tudo o que falei agora compõe um pacote de atitudes necessárias para a realização do seu objetivo.

– E agora, Daniel? O que eu faço com todas essas informações?

Coloque-as em prática! Só a sua ação trará até você a realização que tanto procura. Então, mãos à obra!

Daniel Sena é diretor do AlfaCon São Paulo, professor de direito constitucional e especialista em concursos públicos.

Comentários

Mais Lidas