No Ano-Novo, faça a coisa certa!

Lembre-se: o sucesso é construído durante a noite! Durante o dia você faz o que todos fazem.

Redação
Publicado em 08/01/2010, às 15h21

Não conheço nenhum concurseiro que tenha sido aprovado e classificado em concurso público sem antes ter sacrificado lazer, convívio social, família, feriados e domingos, pelo menos uma centena de vezes. Há quem diga que a perfeição consequente ao êxito e ao sucesso só vêm depois de trinta mil horas de treino – no caso do candidato a uma vaga no serviço público, depois de trinta mil horas de estudo e resolução de questões de certames anteriores.

Da mesma forma, sou incapaz de vislumbrar o sucesso de um profissional que não seja muito persistente; de um estudante que não dedique todo o tempo disponível – e mesmo o não disponível – ao cumprimento de um plano de estudos; de uma pessoa que não deixe de lado a preguiça, o orgulho, a arrogância e o comodismo.

Se o objetivo da vida de alguém é uma carreira pública de sucesso, há que investir em cursos, material de apoio e tudo mais que for necessário: apostilas e livros específicos, aulas de reforço, taxas de inscrição. Há que encontrar tempo, canalizar a energia e nutrir paixão e sentimentos positivos pela missão. Do contrário, a reprovação é certa, assim como um lugar na fila de perdedores.

Lembre-se: o sucesso é construído durante a noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Portanto, para garantir um dos primeiros lugares da lista de classificados, tem de agir de forma incomum e elaborar estratégias diferentes. Deve, por exemplo, acordar às cinco horas da manhã e estudar até às sete. Ou ficar acordado até de madrugada, estudando com os pés em uma bacia de água fria para manter-se desperto. Se fizer o mesmo que todos os candidatos, conseguirá apenas a mesma classificação que eles – obviamente, fora do número de vagas.

Não se iguale à maioria, pois, infelizmente, ela não é modelo de inspiração ou de sucesso. Se quiser ser aprovado e classificado, terá de estudar no horário em que os outros estão tomando chope e comendo batatas fritas. Terá de se planejar, de se organizar, de se automotivar e de controlar periodicamente seus resultados, enquanto os concorrentes – os incautos – permanecem na frente da tevê. Terá de estudar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina – embora tal extravagância seja até viável, desde que durante a leitura de um livro ou de uma apostila com conteúdos voltados para o concurso.

A realização de um sonho depende de dedicação, persistência, método, organização e disciplina de maratonista. Há muita gente que espera que o ideal de ter o governo como patrão se concretize por mágica, sorte ou intervenção divina. Certamente esses fatores podem ajudar, desde que você faça a sua parte. Trabalhe e estude muito, com orientação adequada e com os meios adequados. “Quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio. Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa.” Se você acredita que pode, poderá, porque vontade gera energia. E a disposição de fazer é o começo do sucesso. Lembre-se: mais faz quem quer do que quem pode.

José Wilson Granjeiro
Diretor-Presidente do Gran Cursos
www.professorgranjeiro.com
http://twitter.com/JWGranjeiro

Veja também:

Artigo: autorização vale um edital

Artigo: a boa educação

Artigo: Gentinha Abusante

Artigo: o perfil dos primeiros colocados

Comentários

Mais Lidas