Polícia Civil/SC está autorizada a abrir 406 vagas

Do total de oportunidades, 66 serão para delegado substituto e 340 para agente de polícia

Leandro Cesaroni
Publicado em 19/11/2013, às 15h29

O Governo de Santa Catarina autorizou, nos últimos dias, a realização de um novo concurso público para a Polícia Civil do Estado. A seleção virá com o objetivo de preencher 406 vagas, sendo 66 para delegado de polícia substituto e 340 para agente de polícia.
A carreira de agente aceita diploma de nível superior em qualquer área, ao passo que a de delegado exige graduação em direito. As remunerações ainda não foram divulgadas, no entanto, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública, em agosto de 2014 elas estarão em torno de R$ 4.500 para agente e R$ 6.000 para delegado.
A autorização do concurso partiu do governador Raimundo Colombo, antes de ele embarcar em missão oficial para a Rússia, e chegou até o delegado geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D’Ávila, por meio do secretário de segurança pública César Augusto Grubba. O processo segue agora para a Delegacia Geral da Polícia Civil, que fará o encaminhamento para a Academia de Polícia Civil (Acadepol), responsável pela licitação para escolha da empresa que organizará o concurso.
Jejum de três anos A última seleção realizada pela Polícia Civil de Santa Catarina aconteceu no fim de 2010 e visava o provimento de 613 vagas, distribuídas entre os cargos de agente de polícia (361), escrivão (185) e psicólogo (67).
No total, 12.564 pessoas se candidataram para o concurso, sendo que praticamente metade delas (6.136) almejava a carreira de agente de polícia, o que gerou uma concorrência de 17 candidatos por vaga para a função.
A taxa para participar era de R$ 100 e as provas objetivas foram aplicadas nas cidades de Chapecó, Criciúma, Itajaí, Lages, Joaçaba, Joinville e Florianópolis.
O processo seletivo foi organizado pela Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe).

Comentários

Mais Lidas