Banco do Brasil anuncia programa de demissão voluntária

De acordo com a diretoria do Banco do Brasil, o programa de demissão voluntária e o plano de realocação profissional deve promover uma economia de até R$ 2,7 bilhões

Redação
Publicado em 11/01/2021, às 13h44

None
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (11), o Banco do Brasil (também conhecido como BB) anunciou dois programas de demissão voluntária, o Programa de Adequação de Quadros (PAQ) e o Programa de Desligamento Extraordinário (PDE). A expectativa do banco estatal é que a adesão alcance até 5 mil funcionários.

O Programa de Adequação de Quadros (PAQ) visa ajustar a força de trabalho do banco, mudando empregados de setores com excesso de pessoal para outros com vagas disponíveis. Os empregados poderão fazer movimentações laterais e também optar pelo desligamento. O Programa de Desligamento Extraordinário (PDE) abrange todos os funcionários que atenderem aos pré-requisitos.  

De acordo com o BB, as ações “visam otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco, contribuindo para a redução de despesas e para a melhoria da eficiência operacional”.  

A economia líquida anual estimada com as ações de reduções de custos implementadas pelo banco é de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025.

No valor não estão adicionados os recursos economizados com os planos de desligamento, que serão divulgados após o encerramento dos períodos de adesão previsto para 5 de fevereiro.

*trechos com reprodução Agência Brasil

Comentários

Mais Lidas