O dramático cadastro reserva

Não há “drama” nenhum em ficar no cadastro reserva. Drama tem quem está com uma doença terminal, quem perdeu um filho, quem está na miséria e sem nenhuma expectativa

William Douglas
Publicado em 02/10/2015, às 16h21

Recebo muitos contatos de pessoas que são aprovadas em concursos, mas ficam presas ao cadastro reserva aguardando serem chamadas. Muitos tratam essa etapa com certo drama, dada a incerteza da convocação. O artigo desta semana é destinado a este público! E gostaria de começar falando que não há “drama” nenhum em ficar no cadastro reserva. Drama tem quem está com uma doença terminal, quem perdeu um filho, quem está na miséria e sem nenhuma expectativa. Se você está na “lista de espera”, esse não é o seu caso.
Muita gente quer mudar de emprego, está insatisfeito, esperando ser chamado ou, ainda, esperando ser aprovado. Se você está no cadastro reserva é porque já foi aprovado uma vez e isso é um diferencial importante. Seu estudo já está rendendo frutos. Às vezes, estudar e não passar faz parte, portanto, você está fazendo algo certo. 
Quem vive na “angústia” da quase aprovação, costuma cometer os seguintes erros:
1º) Gastar energia emocional sofrendo com a expectativa de ser chamado ou não. É o drama a que muitos se referem. Infelizmente, não há muito o que fazer quando se está no cadastro reserva senão esperar. Ligue para a instituição de vez em quando, procure se informar sobre as possibilidades de ser chamado, mantenha-se atento etc. Não se deixe levar por essa angústia, pois ela não é produtiva.
2º) Não continuar fazendo concursos. Quando se faz um concurso o certo é continuar no estudo e no treino, e em novos concursos, até tomar posse. Sim, nem passar, nem ser classificado, nem ser nomeado serve... Só a posse! Todo mundo que está esperando uma chamada deve continuar estudando e fazendo as provas, pois “acidentes de percurso” podem acontecer.
3º) Dar espaço para a falta de ânimo. Seja qual for sua posição no cadastro reserva, é melhor você se animar, pois isto influencia no desempenho nos estudos e nos próximos concursos que irá prestar (retomando o item anterior).
4º) Não embarque na opinião de todo mundo. Os familiares, amigos e professores querem nos consolar e dar esperanças, por isso, geralmente reforçam o coro do “você vai ser chamado”. No entanto, não devemos esperar que a vaga chegue, devemos ir em busca dela. Você não precisa ser convencido de que poderá ser chamado, o que você precisa é de foco para continuar estudando e ser empossado, com certeza, em uma próxima oportunidade.
5º) Pressa. No livro “Como passar em provas e concursos” falo muito em como a pressa atrapalha o concurseiro. Lembre-se que mais importante que a velocidade é a direção para onde se está indo. Se seu sonho é a estabilidade, os rendimentos e os benefícios oferecidos pelo cargo público, não tenha pressa, mas antes trace um bom plano e o siga à risca. Aprovação é um planejamento de longo prazo que envolve dedicação, compromisso, técnica e flexibilidade. A pressa não faz parte dessa equação, portanto, despreze-a. 
Em meio aos erros comuns, no entanto, não é difícil ver o lado positivo em cada feedback que recebo sobre o cadastro reserva. São contatos de pessoas que querem melhorar de vida e buscar um futuro diferente, que não se acomodam, mas aceitam os desafios do estudo, da preparação. Estar no cadastro reserva é uma conquista, sim. Você deve comemorar a experiência que está obtendo dessa fase, deve comemorar ter superado a pressão da família e a pressão interna. E, acima de tudo, se você está no cadastro reserva é porque você está plantando bons frutos! Pode até ter cometido erros, mas estudou, fez um concurso e está mais preparado para outros. Continue sua semeadura, conserte os erros e siga em frente que tudo dará certo.
William Douglas é juiz federal, professor universitário, palestrante e autor de mais de 40 obras, dentre elas Como Passar em Provas e Concursos e As 25 Leis Bíblicas do Sucesso. Site: www.williamdouglas.com.br. Acompanhe-o nas redes sociais (@site_wd, @site_wd2 e William Douglas - Facebook).

Comentários

Mais Lidas