Tudo Sobre

Concurso Polícia Civil de Minas Gerais (PC MG)

Concurso Polícia Civil MG: saiba a situação do certame de 1,5 mil vagas

O concurso da Polícia Civil MG (Minas Gerais) ainda depende de um estudo técnico para o governador Romeu Zema liberar a autorização da seleção



Redação
Publicado em 09/04/2021, às 14h57 - Atualizado em 12/04/2021, às 14h46

None
Divulgação

O concurso da Polícia Civil MG (Minas Gerais) ainda segue em fase de estudos técnicos encaminhado pelo governador de Minas, Romeu Zema (Novo). Inclusive, o pedido para o novo concurso é para as áreas administrativa e policial.

De acordo com informações obtidas junto a assessoria de imprensa, o próximo certame da PC MG poderá contar com uma oferta de 1.514 vagas. O número de postos foi definido pela própria corporação, após análise da carência no quadro de pessoal, atendendo à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Veja, a seguir, a distribuição das oportunidades:

Área policial

  • 201 vagas para delegado;
  • 317 vagas para escrivão;
  • 689 vagas para investigador;
  • 16 vagas para médico legista;
  • 51 vagas para perito.

Área administrativa

  • 80 vagas para analista;
  • 160 vagas para técnico assistente.

Concurso Polícia Civil MG: veja as atribuições dos cargos

No concurso Polícia Civil 2019, as atribuições do técnico administrativo são as seguintes: executar as tarefas de apoio técnico, administrativo e logístico, atuando no suporte às atividades de educação e saúde, efetuando atendimentos e prestando informações ao público. É responsável ainda pela condução de veículos, coleta de impressões digitais e dados biográficos para a identificação civil, realização de vistoria e coleta de dados para o registro e o licenciamento de veículo automotor e para a habilitação de condutor, compatíveis com o nível intermediário de escolaridade, em particular o exercício de atividades de apoio logístico em órgãos e unidades da Polícia Civil.

Para analista: executar as atividades de natureza administrativa nas áreas contábil, jurídica, estatística, tecnológica, biblioteconômica, de cerimonial, de relações públicas, de informação, de comunicação, de gestão, de logística, de engenharia e arquitetura, de educação, de saúde e psicossocial, em especial as funções de identificação civil, registro e licenciamento de veículo automotor e habilitação de condutor, compatíveis com a respectiva formação em nível superior de escolaridade.

Para perito: responsável por realizar os laudos periciais em locais de crime, desastres e em objetos a eles relacionados, quando requisitados pelo Delegado de Polícia. No curso da investigação, o perito visa colher elementos relacionados à materialidade, com emissão de laudo para apreciação no Inquérito Policial, podendo exercer, ainda, outras atribuições.

Por fim, para médico legista: realizar os exames periciais em pessoas (vivas ou mortas) para subsidiar a determinação da causa mortis ou da natureza da lesão no âmbito da investigação criminal, podendo exercer, ainda, outras atribuições.

Último concurso PC MG

O último concurso PC MG ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 1.497 vagas, sendo 121 para médico legista, 95 para perito, 886 para técnico assistente e 415 para analistas. A banca foi a Fumarc.

Para técnico e analista, a prova objetiva contou com dez questões de língua portuguesa, dez de direitos humanos, dez de noções de informática e 30 de conhecimentos específicos.

No caso de perito foram dez de língua portuguesa, dez de matemática, dez de noções de criminalística, dez de noções de medicina legal, oito de noções de contabilidade, sete de noções de informática e cinco de direito humanos.

Por fim, para médico legista foram 35 de medicina legal, dez de psiquiatria forense, cinco de patologia, cinco de língua portuguesa e cinco de direitos humanos.

Para todos os cargos, concurso PC MG também contou com avaliação psicológica, exames biomédicos e biofísicos, investigação social e curso de formação profissional.

concursosconcursos publicosconcursos mg (minas gerais)

Comentários

Mais Lidas