AGU aplica provas para 14 mil inscritos a procurador

Avaliações objetivas e discursivas serão promovidas nas 26 capitais e no Distrito Federal. Haverá outras quatro fases. O salário para o cargo é de R$ 15,7 mil

Pâmela Lee Hamer
Publicado em 01/11/2013, às 14h20

Ocorre neste final de semana a primeira e a segunda fase do concurso que visa a preencher 78 cargos e formar cadastro reserva na profissão de procurador federal da 2ª categoria na Advocacia-Geral da União (AGU).
No sábado (2), os candidatos serão avaliados em cinco horas de prova objetiva das matérias de legislação sobre ensino; legislação sobre seguridade social; e direito administrativo, constitucional, econômico e financeiro, penal e processual penal, tributário, agrário, ambiental, civil, comercial, do trabalho e processual do trabalho, internacional público e processual civil. O teste terá início às 14h.
No domingo, 3 de novembro, haverá duas avaliações discursivas, ambas com total de 4h30. A primeira será aplicada às 8h e exigirá elaboração de parecer e resposta a três questões discursivas. O segundo exame terá elaboração de peça judicial e três perguntas discursivas a partir das 15h.
O documento de convocação para as provas está disponível nos anexos. Caso prefira a consulta individual, clique AQUI.
Além destas seletivas estão previstas as fases de prova oral, sindicância de vida pregressa, avaliação de títulos e curso de formação. 
Assim como os testes objetivos e discursivos, as demais etapas serão promovidas nas capitais dos 26 Estados brasileiros e no Distrito Federal, com exceção da prova oral e do programa de formação, que serão realizados em Brasília (DF).
Na disputa pelo cargo de procurador federal estão 14.193 candidatos, em uma relação de quase 182 por vaga.
Para concorrer à carreira é preciso ter bacharelado em direito, inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e, pelo menos, dois anos de prática forense.
A remuneração mensal é de R$ 15.719,13, em jornada de 40 horas semanais.

Comentários

Mais Lidas