Redação oficial e a estrutura do ofício

Professora Sandra Ceraldi Carrasco dá dicas para você se sair bem na elaboração de redações oficiais para concursos públicos

Sandra Ceraldi Carrasco
Publicado em 22/05/2015, às 11h47

Conforme o Manual de redação da Presidência da República. 2.ed. rev. e atual. Brasília, 2002, os documentos oficiais apresentam uniformização e obedecem à diagramação padrão. No caso do ofício temos a seguinte estrutura: 
- Apresenta caráter oficial e é utilizado para comunicações dentro da administração pública e para particulares;- Possui controle (entrada e saída da repartição);- Encaminha documentação ou solicitação de cunho importante e de aspecto oficial;- Deve ser elaborado em papel timbrado;- Abaixo do local da assinatura, seguem o nome de quem o expede e seu respectivo cargo;- Caso apresente mais de uma página, terá seu endereçamento na primeira apenas;- Cada assunto deverá ser discutido em parágrafos próprios, que podem ser numerados;- Se o documento apresentar mais de uma página deverá ser numerado a partir da segunda;- Clareza, objetividade e concisão são primordiais para uma boa redação, além de conhecimentos de ortografia e de regras gramaticais vigentes.

Forma e estrutura

a) Tipo e número do expediente, seguido da sigla do órgão que o expede:Ex.: Ofício nº 524/1991/SG-PRb) Local e data em que foi assinado, por extenso, com alinhamento à direita:Ex.: Brasília, 27 de maio de 1991. c) Assunto: Resumo do assunto.Ex.: Assunto: Demarcação de Terras Indígenas. d) Vocativo, termo usado para invocar, seguido de vírgula e não de dois pontos. O trato de Senhor e o cargo é obrigatório.  Ex.: Senhor Deputado, e) Texto, apresentação do assunto, deve-se evitar o uso das expressões: “Tenho a honra de...”, “Tenho o prazer de...”, “Cumpre-me informar que...”. Empregue a forma direta: “Encaminho a Vossa Excelência...”Se o texto contiver mais de um assunto sobre o contexto, devem ser tratados em parágrafos distintos, o que confere maior clareza à exposição; f) Fecho, conforme a autoridade, respeitosamente ou atenciosamente, seguidos de vírgula; g) Assinatura do autor da comunicação; h) Identificação do signatário;i) Destinatário: se possível o nome e o cargo da pessoa a quem é dirigida a comunicação, além de seu endereço. É comum registrar após a numeração do ofício, local e data.
Ex.:A Sua Excelência o SenhorDeputado (Nome)Câmara dos Deputados70160-900 – Brasília – DF
Bons estudos!
Professora Sandra Ceraldi Carrasco é consultora, especialista em língua portuguesa e autora de livros e periódicos na área. Há mais de 20 anos ministra cursos e palestras com índice recorde de aprovação. Seu mais recente trabalho aborda de forma prática o Acordo Ortográfico. Atualmente é coordenadora de cursos e professora de redação oficial da Academia de Polícia de São Paulo. Contato: professora.sandracarrasco@uol.com.br.

Comentários

Mais Lidas