Polícia Civil de São Paulo

Concurso PC SP 2019: comissões para 2.939 vagas já podem ser formadas

João Doria autoriza o preenchimento de 2.939 vagas para o concurso PC SP (Polícia Civil de São Paulo), para cargos de nível superior. Até R$ 10,8 mil

Fernando Cezar Alves
Publicado em 17/06/2019, às 16h18

Viatura da Polícia Civil do Estado de São Paulo
Divulgação

O aguardado novo concurso público PC SP 2019 (Polícia Civil do Estado de São Paulo) já pode ter as respectivas comissões formadas em breve. O concurso, autorizado no último dia 4, pelo governador João Doria, contará com nada menos do que 2.939 vagas, para diversos cargos, todos destinados a quem possui formação de nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 9.888,07.

A autorização governamental determina que o preenchimento das vagas ocorra em 2020. Desta forma, após formadas as comissões, o próximo passo será escolher a banca organizadora. Somente então poderá ser feita alguma previsão efetiva de quando os editais poderão ser publicados. A expectativa é de que novidades nesse sentido sejam anunciadas em breve

Do total de postos do novo concurso PC SP 2019, 1.600 são para o cargo de escrivão de polícia, 900 de investigador, 250 de delegado de polícia e 189 para médico legista.

Para as carreiras de investigador e escrivão, o inicial é de R$ 4.435,62, incluindo o salário básico de R$ 3.743,98 e o adicional de insalubridade de R$ 691,64. No caso de médico legista, o inicial é de R$ 8.977,30, considerando o salário de R$ 8.285,66 e o adicional. Por fim, para a carreira de delegado de polícia, o inicial é de R$ 10.849,71, considerando o inicial de R$ 9.888,07 e os R$ 691,64 do adicional.

Saiba como foram os últimos concursos da Polícia Civil de São Paulo

Os últimos concursos da Polícia Civil de São Paulo foram autorizados no final de 2017 pelo então governador Geraldo Alckmin. Ao todo foram 2.750 postos, sendo 800 de escrivão, 600 de investigador, 400 de agente policial, 300 de agente de telecomunicações, 250 de delegado, 200 de papiloscopista e 200 de auxiliar de papiloscopista. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Vunesp.

Os concursos da corporação costumam contar com cinco fases, incluindo prova objetiva, prova escrita, comprovação de idoneidade e investigação social, prova oral e análise de títulos.

Saiba o que estudar para o novo concurso da Polícia Civil de São Paulo (PC SP)

No caso de investigador, no último concurso da Polícia Civil SP (PC SP), a prova objetiva foi composta de 100 questões, sendo 30 de língua portuguesa, 30 de noções de direito, 10 de noções de criminologia, 10 de noções de lógica, 10 de noções de informática e 10 de atualidades.

Para escrivão foram 36 de língua portuguesa, 30 de noções de direito, 16 de noções de informática e 18 de noções de criminologia, lógica e atualidades.

Para delegado foram 14 de direito penal, 14 de direito processual penal, 14 de legislação especial, 14 de direito constitucional, 14 de direitos humanos, 14 de direito administrativo e 16 de direito civil, medicina legal e noções de informática.

Por fim, para médico legista, o último concurso ocorreu em 2013 e também foi organizado pela Vunesp. A prova objetiva contou com 10 questões de língua portuguesa, 10 de noções de direito, 10 de criminologia, 5 de lógica e 5 de informática, além de 60 de conhecimentos específicos.

Prova anterior Polícia Civil SP

Para auxiliar nos estudos, o JC Concursos liberou as provas anteriores do órgão, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas, para os cargos de investigador, escrivão, delegado e perito, realizadas pela Vunesp e outras bancas. É importante avaliar se a organizadora será a mesma para o novo concurso PC SP (Polícia Civil de São Paulo), direcionando a preparação para o estilo da banca.

O JC Concursos fará a cobertura completa do concurso PC SP, em contato com a associação e órgãos responsáveis para a publicação do edital.

 

Sobre PC SP - Polícia Civil de São Paulo

A Polícia Civil do Estado de São Paulo (PC SP) é a Polícia Judiciária do estado de São Paulo,  órgão do sistema de segurança pública ao qual compete, ressalvada a competência específica da União, as atividades de polícia judiciária e de apuração (investigação) das infrações penais, exceto as de natureza militar. Está subordinada ao Governador do Estado, integra a estrutura da Secretaria da Segurança Pública e é dirigida pelo Delegado Geral de Polícia.

Os concursos da corporação são coordenados pela Academia de Polícia "Dr. Coriolano Nogueira Cobra", conhecida como Acadepol, que é o órgão/escola de nível departamental da Polícia Civil do Estado de São Paulo, responsável pelo recrutamento e treinamento de novos policiais civis, aperfeiçoamento dos servidores na ativa, com cursos de capacitação e uso de armas, bem como atendimento ao público em geral.

Além do recrutamento e treinamento de policiais civis, a Acadepol-SP também é responsável pela formação e treinamento dos policiais civis que prestam serviço na Superintendência de Polícia Técnico-Científica de São Paulo (Polícia Científica), além de ministrar anualmente o Curso Superior de Polícia, destinado a promover Delegados de Polícia, e Oficiais da Polícia Militar para a última graduação de suas respectivas carreiras.

Mais Lidas