Divulgadas homologações para novas áreas

O concurso visa ao preenchimento de 150 vagas em diversos cargos.

Redação
Publicado em 06/08/2009, às 10h49

O Senado Federal homologou hoje, através do Diário Oficial da União, o resultado final para novas áreas do concurso que visa preencher 150 vagas.

Saíram homologações para advogado, consultor de orçamentos, analista legislativo, analista de informática e técnico legislativo – confira nos anexos ao lado.

A seleção recebeu apenas 42.967 inscrições, sendo que o órgão esperava cerca de 500 mil. Ao todo, foram publicados cinco editais que oferecem oportunidades nas funções de técnico legislativo, analista, consultor e advogado.

Expectativa
No início do mês de setembro do ano passado o diretor-geral adjunto do Senado e presidente da comissão do concurso, José Alexandre Gazineo, em entrevista à Rádio Senado, divulgou a abertura da seleção e a expectativa de que o certame atrairia 500 mil candidatos, número que anteriormente era de um milhão, mas o Senado reavaliou essa probabilidade, tendo em vista o último concurso da Câmara que reuniu 117 mil concorrentes.

A organizadora do concurso, Fundação Getúlio Vargas divulgou a relação candidato/vaga para o concurso do Senado. O cargo de técnico legislativo/administração, que exige nível médio, foi o que mais atraiu candidatos, totalizando 10.437 inscrições para concorrer às dez vagas desta função, o que resulta numa concorrência de 1.403,7 candidatos por vaga. Já o mais concorrido é o cargo de policial legislativo federal, que também exige nível médio. As duas vagas abertas serão disputadas por 2.393 candidatos, uma concorrência de 1.196,5 candidatos por vaga. Confira outros números no anexo abaixo.


Anteriormente foi publicado o número de candidatos por cada edital de acordo com o estado, que pode ser conferido no anexo abaixo.

- Direito: 4.055;

- Comunicação: 5.203;

- Informática: 2.121;

- Polícia: 2.393;

- Processo Legislativo (analista e técnico): 29.195.

Áreas e requisitos
Técnico legislativo (nível médio): operador de TV, produtor de desenvolvimento de conteúdos jornalísticos para internet, produtor de infografia jornalística, produtor de rádio, produtor de TV, técnico em locução, técnico em videografismo, policial legislativo federal, processo Legislativo e Administração. Em todos os casos a remuneração é de R$ 6.722,68.

Analista legislativo (nível superior): análise de suporte de sistemas, análise de sistemas, processo legislativo, administração, arquitetura, arquivologia, biblioteconomia, contabilidade, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia mecânica, medicina e tradução e interpretação, analista de produção executiva, analista de relações públicas, editor de TV, estatístico, produtor de marketing, produtor de multimídia, produtor de publicidade e propaganda, produtor para revisão de conteúdos jornalísticos, produtor de pesquisa e opinião, supervisor de programação de rádio e supervisor de programação de TV. Os salários variam de R$ 9.580,50 a R$ 12.264,48.

Para os interessados pelas carreiras de consultor de orçamentos ou advogado do Senado Federal foi exigido nível superior completo. As remunerações são de R$ 13.879,95 e R$ 12.677,28, respectivamente.

Provas
Os candidatos foram submetidos à provas objetivas e discursivas, que foram aplicadas nas cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), nos dias 9 de novembro para os cargos de analista e técnico e nos dias 9 e 23 de novembro para os cargos de advogado e contador.

Comentários

Mais Lidas