INSS cresce expectativa para aval do Planejamento

O instituto espera que, em breve, seja concedida a autorização para os cargos de técnico e perito. Estima-se que sejam liberadas, no mínimo, 1.500 vagas de técnico, cargo que requer nível médio

Camila Diodato
Publicado em 30/07/2014, às 15h49

Um dos concursos públicos mais disputados no país é aguardado com ansiedade por milhares de pessoas. A informação de que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pretende realizar uma nova seleção para técnico do seguro social e perito médico previdenciário veio no final de março, quando a assessoria de imprensa do órgão confirmou ao JC&E que um pedido havia sido enviado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).


Veja mais: MPOG autoriza concurso de 950 vagas no INSS


Mesmo com a necessidade da abertura de um processo seletivo, existe um entrave para que ele saia do papel: a autorização do Planejamento. Em 27 de fevereiro, o órgão encaminhou uma solicitação com a justificativo de que seu último concurso expiraria em 17 de abril e que seria necessária uma recomposição no quadro de servidores.

Em 1° de abril, perante alguns parlamentares, a ministra do MPOG, Miriam Belchior, chegou a anunciar que seriam liberadas 1.500 oportunidades para a carreira de técnico do seguro ainda neste ano, mais especificamente, em junho. Entretanto, como a ministra não cumpriu o prazo, alguns políticos, entre eles o deputado federal Amauri Teixeira (PT/BA), têm pressionado o ministério para que o aval seja concedido em breve.

O deputado Teixeira chegou a solicitar que fossem autorizadas 2.000 vagas de técnico e outras 1.200 de perito. Mas até agora a ministra não deu um parecer e, por conta disso, o político planeja fazer uma nova reunião para que o a autorização saia o mais rápido possível.

Defasagem - Essa pressa pelo aval deve-se ao fato de que há uma grande falta de pessoal no INSS. O diretor de gestão de pessoas do INSS, José Nunes Filho, apontou que o órgão tem, em média, uma carência de 1.800 servidores. Já o diretor de organização da CNTSS (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social), Raimundo Cintra, e o diretor da Condsef (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Serviço Público Federal), Rogério Expedito, dizem que o número pode chegar a 18.000, se acrescentados os funcionários que estão prestes a ser aposentar.

O déficit de profissionais gera algumas consequências no atendimento à população. “Muitas agências novas funcionam precariamente com um ou dois servidores, comprometendo o projeto de criação de 720 agências nos municípios com mais de 20.000 habitantes, prometido há quase seis anos. Destas, apenas 50% foram inauguradas, pois o Governo nega recursos para a implantação das agências e servidores”, explicou o vice-presidente executivo da Anasps (Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social), Paulo César Regis de Souza

Sobre as funções – Profissionais com ensino médio completo poderão pleitear o emprego de técnico do seguro social. Já quem possui diploma de graduação em medicina e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) tem chances para para a colocação de perito.

Segundo a atual tabela das remunerações dos servidores federais, os salários são de R$ 4.400,87 para técnico e de R$ 10.056,80 para perito, incluindo as gratificações e o vale-alimentação.

Preparação – Os concursos promovidos pelo INSS sempre ficam entre os mais concorridos no Brasil. E são vários os motivos que geram a alta procura, como a alta remuneração, a estabilidade empregatícia e a grande quantidade de vagas espalhadas por todos os Estados.

Por causa do elevado índice de inscritos, os candidatos precisam se preparar com antecedência para conseguir um posto no órgão federal. Dedicação e esforço são palavras-chave para manter os estudos e, assim, conquistar o cargo almejado.

Confira, na versão impressa do JC&E (edição 1756), a entrevista com o técnico do seguro social Alan Cossari, primeiro colocado no último concurso para a agência de Olímpia, que pertence à gerência executiva de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

APOSTILA CONCURSO INSS - TÉCNICOAPOSTILA CONCURSO INSS - ANALISTA

Comentários

Mais Lidas