Três cargos

INSS: pedido para 4.730 vagas segue em trâmite no MPOG

Pedido feito ao Planejamento solicitou 2.000 oportunidades para técnico, 1.150 para perito médico e 1.580 para analista. A primeira carreira é de nível médio e as outras duas exigem nível superior

0,00(0.0%)0 voto(s)

Camila Diodato
Publicado em 26/08/2014, às 11h39

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ainda aguarda o aval do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para promover um concurso com 4.730 vagas, sendo 2.000 para técnico do seguro social, 1.150 para perito médico previdenciário e 1.580 para analista do seguro social. O último pedido está atualmente em trâmite na Coordenação-Geral do Setor Social II.


CONFIRA O GABARITO EXTRAOFICIAL DO CONCURSO INSS 2016
A princípio, a previsão era de que a autorização fosse dado em junho, mas, como isso não aconteceu até o momento,espera-se que seja liberada ainda este ano para que a seleção ocorra no começo de 2015.

Com o objetivo de agilizar o processo de liberação do aval, alguns parlamentares político têm realizado reuniões com o Ministério do Planejamento. Os parlamentares querem que a autorização seja publicada o mais rápido possível, já que há uma grande defasagem de pessoal no INSS. Para o diretor de gestão de pessoas do instituto, José Nunes Filho, o déficit é de cerca de 1.800 profissionais. Porém, esse número pode chegar a 18.000, se acrescentados os servidores que estão prestes a se aposentar.

Os cargos –
Ensino médio completo será exigido na função de técnico. Já o diploma de graduação habilitará a concorrência nas funções de analista e perito.

As remunerações atuais são de R$ 4.400,87 para técnico, R$ 6.136,19 para analista e R$ 10.056,80 para perito, incluindo gratificações e vale-alimentação.

Preparação – Por conta das remunerações, da estabilidade empregatícia e das diversas oportunidades espalhadas por todos os Estados, os processos seletivos do INSS ficam sempre entre os mais disputados no país – em 2012, na seleção para técnico, 904.459 pessoas disputaram a carreira de nível médio. Como a concorrência é grande, muitos já começaram a estudar e outros estão prestes a dar início à preparação.

O técnico do seguro social Leonardo Cazeloto – que tomou posse do cargo no último mês de junho na agência de José Bonifácio, em São Paulo –, disse que, para conquistar uma vaga no INSS, os candidatos precisar priorizar os estudos na matéria de direito previdenciário, focando em situações práticas. “Quase todas as questões de direito previdenciário tratam de hipóteses de casos que o candidato muito provavelmente vai se deparar se for nomeado. Além disso, também é preciso analisar as provas anteriores”.

Cazeloto também comentou que todo o esforço vale a pena, pois trabalhar no instituto é gratificante, e não simplesmente pelo salário, pois o órgão é organizado e se preocupa constantemente com a formação do servidor.

APOSTILA CONCURSO INSS - TÉCNICOAPOSTILA CONCURSO INSS - ANALISTACURSO ONLINE PARA INSS

Comentários

Mais Lidas