Polícias poderão abrir mais de 6.600 vagas

As Polícias Civil, Militar e Técnico-Científica dos Estados de São Paulo, Pará, Ceará, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal êm concursos previstos para serem divulgados ou autorizados em breve

Redação
Publicado em 18/07/2011, às 15h46

Diversos órgãos ligados à segurança pública têm concursos previstos para serem divulgados ou autorizados em breve. As Polícias Civil, Militar e Técnico-Científica dos Estados de São Paulo, Pará, Ceará, Rio Grande do Sul e do Distrito Federal somam 6.607 novas vagas em diversos cargos.

Em São Paulo, a Secretaria da Segurança Pública do Estado anunciou que a Polícia Técnico-Científica aguarda autorização do governador Geraldo Alckmin para preencher 60 oportunidades de médico legista e 70 de perito criminal.

Além disso, o governo do Estado está avaliando um projeto que amplia o quadro de colaboradores da instituição com 1.020 policiais científicos e 700 postos administrativos.

A Polícia Militar (PM/SP) deverá lançar, até o final deste mês, o edital da seleção que vai oferecer 2.179 oportunidades para soldados (masculino e feminino) no Serviço Auxiliar Voluntário (SAV), posto que tem vencimento aproximado de dois salários mínimos, ou seja, R$ 1.090.

Ceará – A Polícia Civil foi autorizada pelo governo a contratar 742 inspetores de polícia, além de formar cadastro reserva. O edital está previsto para ser divulgado no final do mês.

Pará – As Polícias Civil e Militar do Estado disponibilizarão no mínimo 1.500 vagas por meio de concursos. As oportunidades contemplarão os cargos de soldado, delegado, escrivão e investigador.

Distrito Federal – A Polícia Civil já está preparando concurso público que deverá preencher 58 vagas de perito criminal, sendo 14 para início imediato e as demais previstas para formação de cadastro reserva. A carreira de perito exige formação superior em diversas áreas e o salário inicial é de R$ 13.368,68.

Rio Grande do Sul – A Brigada Militar pretende realizar concurso para o preenchimento de 2.000 vagas, sendo 600 para o Corpo de Bombeiros.

Para concorrer é preciso ter até 25 anos, ensino médio concluído e carteira de habilitação na categoria B. É atribuída ao cargo a execução das atividades administrativas e operacionais de Polícia Ostensiva e de Bombeiro Militar.

E ainda: Confira entrevista exclusiva com o delegado divisionário da de concursos da Acadepol (Academia de Polícia Civil) do Estado de São Paulo. Julio Guebert fala sobre os detalhes do concurso aberto para agente de telecomunicações, o dia a dia e a progressão na carreira. 

Confira essas e outras novidades na edição impressa que está nas bancas!


Comentários

Mais Lidas