Principais erros na preparação para concursos

A preparação para qualquer concurso público demanda tempo, dedicação e, acima de tudo, disciplina. Ou seja, está longe de ser uma missão fácil.

Redação
Publicado em 23/02/2015, às 10h43

Jaime Kwei

A preparação para qualquer concurso público demanda tempo, dedicação e, acima de tudo, disciplina. Ou seja, está longe de ser uma missão fácil.

Além de obter benefícios que dificilmente são encontrados na iniciativa privada, a maior recompensa por parte dos aprovados é a tão sonhada estabilidade no mercado de trabalho.

Mas será que a preparação está sendo feita de maneira adequada? Confira, a seguir, os erros mais comuns entre os concurseiros!

Falta de um plano de estudos – Para obter um resultado satisfatório o ideal é montar um esquema de estudo eficaz. Todo plano de longo prazo exige ajustes durante o caminho. No caso do concurso público não é diferente. Todo mês o candidato deve buscar novas metas e preparar um novo quadro de horários, tomando como base o seu desempenho no mês anterior. As lições mais importantes vão surgir das “falhas”. Analise a fundo suas ações para entender qual foi o seu erro e poder corrigi-lo a tempo.

Não analisar o edital corretamente – O edital de abertura é um documento de fundamental importância. Nele está descrito tudo o que diz respeito ao concurso: conteúdo de prova, data de prova, data de inscrição, exigências do cargo, salário, dentre outros. Muitos candidatos não analisam atentamente o edital. É um erro que pode causar um prejuízo imenso, que vai desde estudar matérias desnecessárias até perder o prazo de inscrição, por exemplo.

Desorganização – Para estudar corretamente é primordial que se tenha organização. Este é um dos fatores que mais influenciam para obter um bom resultado. Otimize seu tempo e separe os horários e dias que tem disponíveis. O importante é a qualidade com que você absorve a informação, e não a quantidade de tempo de estudo. Elabore um quadro mensal com as atividades obrigatórias, isso vai ajudar na organização das ideias, e a partir daí, poderá distribuir as disciplinas para que não deixe de ver o conteúdo por muito tempo.

Falta de foco – Para um bom desempenho é necessário direcionar sua concentração de maneira a eliminar atividades desnecessárias, que por muitas vezes acabam tomando um tempo precioso. Lembre-se de que tudo ao seu redor será mais prazeroso que estudar. Não se deixe levar por outras atividades que podem tentá-lo a deixar os estudos em segundo plano.

Ansiedade – Você não irá aprender todo o conteúdo necessário do dia para a noite. Trata-se de um processo que demanda tempo, portanto, não deixe que a ansiedade atrapalhe seu rendimento. Prepare-se gradualmente de maneira constante e progressiva, sempre resolvendo testes e trabalhando com a repetição, recurso fundamental para fixar os conteúdos.

Desmotivação – A palavra “desistir” não deve fazer parte do vocabulário do concurseiro. A simples possibilidade de mudar de vida já é algo motivador para o candidato. A perseverança é a chave do sucesso. Quando se trata de concursos não se estuda para passar e sim até passar. Persista! Nem todos são aprovados no primeiro concurso.

Se você não comete os erros mencionados no texto, sua aprovação é questão de tempo e dedicação. Sucesso!

Jaime Kwei, diretor da Central de Concursos.

Comentários

Mais Lidas