Concurso com 398 vagas no HSPM/SP está suspenso

Não há previsão de retomar as inscrições. Esta em a terceira retificação que entidade faz no andamento do concurso, que conta com oportunidades que pagam até R$ 2,7 mil

Redação
Publicado em 24/01/2013, às 11h15

Após publicar duas retificações seguidas, o Hospital do Servidor Público Municipal (HSPM) divulgou novo edital de retificação, desta vez com a suspensão no andamento do concurso que promove para preencher 398 vagas em diversas funções.

De acordo com o documento, não há previsão para a retomada do período de inscrições ao concurso. Para conferir o edital, basta acessar o arquivo anexo ao lado.

Os próximos passos da seleção podem ser acompanhados pelo site do Cetro Concursos, no endereço eletrônico www.cetroconcursos.org.br.

Saiba mais sobre o concurso

Quem tem nível fundamental completo se candidata a ascensorista, auxiliar de serviço hospitalar, auxiliar de radiologia, caldereiro, eletricista, encanador, motorista (categorias C ou D), pedreiro, pintor ou telefonista. Os interessados devem ficar atentos, pois grande parte das funções tem exigências adicionais – a maioria requer experiência mínima de seis meses na área. Os vencimentos vão de R$ 334,23 até R$ 612,77 e as jornadas de trabalho podem ser de 24, 30 ou 40 horas semanais.

O nível médio completo e o domínio em informática são os únicos requisitos para os postos de assistente se suporte administrativo. A mesma escolaridade, acrescida de curso técnico específico, habilita para inscrições de técnico em informática, segurança do trabalho, refrigeração, manutenção de equipamento hospitalar e enfermagem. As remunerações ficam entre R$ 747,34 e R$ 1.336,42 e as cargas horárias são de 30 horas semanais para técnico em enfermagem e 40 horas por semana para os demais.

Em nível superior, as carreiras envolvidas são as de analista de gestão e infraestrutura (programador; técnico em seleção e treinamento de pessoal; ou técnico em avaliação e desempenho pessoal) e médico nas áreas de anestesia, pronto socorro (clínico geral, neurocirurgia, psiquiatria, pediatria ou UTI), cardiologia, gastrocirurgia, oftalmologia (extrabismo ou catarata), proctologia, otorrinolaringologia, ambulatório, endocrinologia, geriatria, nefrologia, neurologia, oncologia, psiquiatria, ortopedia, clínica médica, ginecologia, obstetrícia, gastroenterologia e urologia. Analistas receberão R$ 2.098,69 por mês e terão jornadas de 40 horas semanais, ao passo que médicos farão jus a R$ 2.736,17 mensais, com carga horária de 20 horas por semana.

Seleção

Estão previstas provas objetivas, aplicadas nos períodos da manhã e da tarde, com questões sobre língua portuguesa, matemática, atualidades, raciocínio lógico, conhecimentos de informática, políticas de saúde e conhecimentos específicos. Candidatos de nível superior habilitados na prova objetiva serão submetidos, ainda, a uma avaliação de títulos, de caráter classificatório.

George Corrêa

Comentários

Mais Lidas