DPU pede suspensão de concurso com 1.875 vagas

A ação civil pública impetrada pela DPU/SE pede a nomeação dos 1.500 aprovados no último concurso realizado pelo órgão

Redação
Publicado em 16/01/2012, às 11h41

O concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que visa preencher 1.875 vagas de técnico e perito do seguro social, pode ser suspenso nas próximas semanas. O pedido de suspensão foi feito pela Defensoria Pública da União em Sergipe (DPU/SE).
A ação civil pública impetrada pela DPU/SE pede a nomeação dos 1.500 aprovados no último concurso realizado pelo órgão, em 2009, além da manutenção do concurso já aberto para médico perito. Segundo a Defensoria, o INSS “fere os princípios da eficiência e da economia” ao realizar um concurso antes de convocar os aprovados no outro, aumentando os gastos do dinheiro público e prejudicando quem aguarda a nomeação há mais de dois anos.
A princípio, o concurso de 2009 teria validade de dois anos e, se assim fosse, já teria seu prazo de validade expirado, no entanto, uma decisão judicial obrigou o órgão a prorrogar o certame por mais dois anos, devido à carência de funcionários. O INSS recorreu da decisão, mas ela ainda não foi julgada pela Justiça Federal.
O atual concurso teve o prazo de inscrições encerrado na semana passada. Para mais informações, clique aqui.
Leandro Cesaroni
*com informações da Comunicação Social DPGU

Veja também:

Polícia Federal: edital com 1.200 vagas pode sair ainda esta semana

Nacional: liberação do concurso do IBAMA é iminente

Comentários

Mais Lidas