Tudo Sobre

Empregos Condomínios

3 mil novos empregos na cidade de São Paulo

Cada empreendimento oferece, em média, vaga para zelador, porteiro, faxineiro, entre outros.



Redação
Publicado em 19/03/2009, às 10h37

Apesar da crise que ainda afeta alguns segmentos da economia em todo o país, causando muitas demissões, há um setor que se mostra bem otimista em relação a este cenário: o de condomínios residenciais.

Segundo levantamento realizado pela Lello Condomínios, empresa com 55 anos de tradição no mercado imobiliário e na administração de condomínios no Estado de São Paulo, o setor deve gerar cerca de 3 mil novos empregos diretos ao longo deste ano, na cidade de São Paulo.

A estimativa tem como base o número de novos empreendimentos que devem ser entregues pelas construtoras, entre abril e dezembro, na capital paulista e região metropolitana, e dados da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp), que indicam que, até o final deste ano, deverão ser instalados 370 novos condomínios residenciais.

Funções – Cada novo empreendimento oferece, em média, oito empregos. As oportunidades são para cargos como os de zelador, porteiro, faxineiro, garagista e até gerente predial.


A seleção dos profissionais é realizada pela empresa indicada para administrar o prédio após a sua entrega.

De acordo com o setor, a média de trabalhadores por prédio em São Paulo é a maior do país, já que os condôminos paulistanos costumam ser mais exigentes quanto à comodidade, segurança e qualidade do serviço.

Segundo José Maria Bamonde, gerente de Relações Humanas da Lello Condomínios, a exigência por qualidade tem estimulado a capacitação e reciclagem dos profissionais que atuam nos condomínios residenciais. “A necessidade de reforçar a segurança nos edifícios da capital é outro fator que tem contribuído para estimular a qualificação profissional dos funcionários da categoria. O perfil do trabalhador de condomínio vem sofrendo uma alteração positiva nos últimos anos, cedendo lugar a profissionais mais preparados, normalmente treinados e indicados pelas administradoras do setor”, diz Bamonde.

Salários – A remuneração oferecida para este setor varia de R$ 640 a R$ 2,3 mil. Confira na tabela abaixo a média salarial para cada cargo:

Edifícios Residenciais

Função

Médio Padrão

Alto Padrão

Auxiliar de Serviços Gerais

De R$ 640 a R$ 670

De R$ 680 a R$ 800

Encarregado de Manutenção

De R$ 900 a R$ 1,5 mil

De R$ 1,1 mil a R$ 1,5 mil

Encarregado de Segurança

De R$ 950 a R$ 1,1 mil

De R$ 1,1 mil a R$ 1,7 mil

Porteiro/Vigia/Garagista

De R$ 670 a R$ 770

De R$ 820 a R$ 1.080

Supervisor / Gerente Predial

De R$ 1.210 a R$ 1,7 mil

De R$ 1,4 mil a R$ 2,3 mil

Zelador

De R$ 880 a R$ 1,1 mil

De R$ 1.150 a R$ 1,9 mil

Fonte: Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (Aabic).

Patricia Magalhães/SP

+ Resumo Empregos Condomínios

Condomínios
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda

19/03/2010 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas