A crise chegou aqui! Quem fica? Quem sai?

Agora é fato, também estamos em crise!

Redação
Publicado em 30/03/2009, às 11h25

* Edison Andrades


Agora é fato, também estamos em crise!


Tentamos por alguns meses negar a existência da crise no Brasil, nosso governo também usou um discurso otimista e fomos nos iludindo, mas agora é fato, estamos sofrendo os impactos da crise financeira mundial. Mais de 800.000 desempregados, queda no PIB (Produto Interno Bruto), montadoras reduzindo pela metade sua produção, enfim, a “nuvem sombria” chegou por aqui!


Num momento como este obviamente que as empresas que ainda não se mexeram em reduzir custos, o farão com certeza e sabemos que dentre as maiores “despesas” de uma empresa está sua folha de pagamento (coloquei a palavra despesas entre aspas devido, não entender um comportamento usual das empresas, onde colocam máquinas e mobiliários como “patrimônios” e gente como “despesas”. E ainda querem falar de “sustentabilidade”!!!)

Mas a folha de pagamento chega a representar mais de 60% das despesas de uma empresa, no entanto para algumas organizações a primeira atitude será demitir pessoas, com isso alega que aliviará suas “despesas”. SERÁ??

Não concordo que esta deva ser a primeira estratégia a ser tomada, mas se já foi analisado e realmente terá que fazê-lo, então darei algumas dicas básicas para as organizações, que creio, servirá para nosso trabalhador também. Cuidado! Poderá realizar a coisa certa, mas da forma errada. Vamos às dicas:

Antes de sair demitindo, a empresa deve se certificar se possui dinheiro em caixa para indenizar as pessoas, para não cometer um ato irresponsável, podendo se transformar em algo muito mais caro, inclusive (multas, processos trabalhistas, etc);

Prepare a empresa para a falta das pessoas. Existem setores onde justamente quem saiu, possuía todos os processos e critérios dentro de sua cabeça. Portanto prepare outras pessoas para o acúmulo das funções;

Nunca escolha quem vai sair, mas quem deverá ficar. Assim direcionará seu foco e energia para a solução e não somente para o problema;

Aposte em quem vai tocar sua empresa a partir de agora. Treine-os, valorize-os e desenvolva-os, pois estes é que estão carregando a empresa durante a turbulência. Merecem todo respeito e investimento;

Tenha respeito e gratidão com os desligados, afinal, a empresa precisa reconhecer que estes contribuíram até aqui;

Tenha critérios claros na escolha de quem deve ficar e o mesmo para quem deve sair.

Use dois critérios para a escolha dos colaboradores que permanecerão:

a) Escolha quem traz resultados saudáveis para empresa: cuidado para não confundir faturamento com resultado. Um gera o outro, mas não são sinônimos;

b) Escolha quem não traz prejuízos para empresa: tem muita gente que não zela pelo patrimônio da organização. Saiba que tão importante quanto trazer resultados, é não gerar prejuízos. Conheço funcionários que ao momento de beber água destacam três copos (geralmente estão presos uns nos outros) e bebem sua “aguinha” normalmente. Será que poderemos contar com este, no que tange contenção de despesas futuras?

Amigo trabalhador, caso sua empresa esteja pensando em tomar esta decisão, não tema, talvez ainda dê tempo de você fazer parte do grupo escolhido a permanecer. Caso já tenha sido desligado, lembre-se: Sempre a tempo de começarmos uma nova etapa, mas desta vez já entre no grupo dos que constam nos itens “a” e “b”, acima citados.

Você sempre poderá fazer a diferença, basta querer!

Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas