Espro seleciona 1.200 aprendizes em todo o país

Para se inscrever é preciso estar matriculado no período noturno ou ter ensino médio concluído na rede pública.

Douglas Terenciano
Publicado em 13/01/2014, às 09h39

O Ensino Social Profissionalizante (Espro) está com inscrições abertas para o Programa Jovem Aprendiz em todo o Brasil. São 1.200 vagas em diversas áreas, destinadas a candidatos com idade entre 18 e 21 anos.

Para se inscrever é preciso estar matriculado no período noturno ou ter ensino médio concluído na rede pública. Os setores em que há mais oportunidades são: administrativo, bancário e alimentício. Além disso, o órgão oferece ocupações na área de call center e também em empresas de varejo e operacional.

A jornada de atividades será de segunda a sexta-feira, com carga de seis horas diárias. Os participantes serão contratados em regime celetista, com salário fixo e benefícios.  

O objetivo do programa é capacitar e formar jovens profissionais por meio de cursos gratuitos facilitando a inserção no mercado de trabalho. O treinamento tem duração de até dois anos, com etapa teórica desenvolvida pelo Espro uma vez na semana e prática na empresa parceira quatro vezes na semana, o que permite a vivência do jovem no cotidiano do mundo do trabalho.

Cerca de 17 mil já participaram e conquistaram seu primeiro emprego, abrindo possibilidades para o desenvolvimento de carreira. Segundo o site do programa, são aproximadamente 350 cursos disponíveis, nas áreas administrativa, financeira, de serviços e teleatendimento. Todos são cadastrados e validados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), ativos em aproximadamente 130 municípios do país.

Além dos cursos de formação, o Espro promove ações que estimulam a cidadania e a responsabilidade social nos jovens. Assim, os aprendizes têm várias oportunidades de crescimento profissional e pessoal, desenvolvimento atitudes de caráter social e prestação de serviços à comunidade.

Quem quiser participar do processo seletivo deve cadastrar currículo no site www.espro.org.br/aprendiz.

Comentários

Mais Lidas