Geração PEPS

Esta geração é uma espécie egocêntrica, incomoda-se com o sucesso dos outros e é instável em suas profissões

Redação
Publicado em 03/05/2010, às 09h36

* Profº. Edison Andrades


A sigla PEPS em varejo significa: primeiro que entra, primeiro que sai (do inglês, FIFO - first in, first out). As primeiras compras são as primeiras a sair no momento da venda. Usa-se muito para alimentos perecíveis em redes alimentícias, pois por meio deste processo respeita-se a validade dos produtos adequando-a ao processo natural de saída (venda). Assim, cada vez que uma mercadoria é reposta, aloca-se por ordem de validade, deixando os vencimentos breves na frente, afim de serem consumidos primeiro.


No mercado de trabalho existe um movimento semelhante, pois muitos colaboradores são, por vezes, os primeiros a entrar naquela organização e consequentemente os primeiros a sair, principalmente quando a empresa é vendida ou funde com outra. Por que isso ocorre?


O fator principal está ligado à existência de um perfil de trabalhadores que entra na zona de conforto ao sentir-se o pioneiro da empresa. Julga-se merecedor de mais direitos, mais privilégios e, pior, julga-se mais importante em relação aos demais, principalmente, quando comparado aos novatos (novos colaboradores ainda em período de experiência).


A geração PEPS resiste em aceitar que alguém com menos tempo de empresa seja promovido ou que receba qualquer tipo de benefício. Trata-se de uma espécie egocêntrica.


Esta geração incomoda-se com o sucesso dos outros, é instável em suas profissões e atividades profissionais, oferecendo tremenda insegurança a seus entes, no que se refere a poder aquisitivo.


Estão por todo lugar e não percebem que precisam reciclar seus conhecimentos, atitudes e habilidades. Acostumaram-se  a nunca firmar raízes por onde passam. Sabem que em todos os cortes (demissões) em massa, seus nomes marcarão presença nas listas dos demitidos.


Se você inclui-se nesta geração e deseja sair dela, aí vão algumas dicas:


- Não existe pessoa melhor que outra na face da terra. Somos diferentes, falhos e mutantes;


- Não resista a novas ideias. Saiba que novos colaboradores trazem do mercado novas tendências e isso poderá ser benéfico para você e sua empresa;


- Conquiste seu emprego todos os dias. Ter mais tempo de empresa não traz estabilidade. Em alguns casos até atrapalha;


- Aproveite que foi um dos primeiros a entrar na organização e ajude-a inovar em seus processos burocráticos e paradigmas, que só atrapalham os resultados;


- Elimine de seu vocabulário a frase: “sempre foi assim. Pra que mudar?” Esta frase é o slogan da geração PEPS.


Saiba que tudo que é perecível não deve ser estocado, para que não venha a contaminar quem está próximo. Trabalhadores perecíveis contaminam, porque extrapolam o período de validade de suas carreiras e vidas, permanecendo sempre na porta de saída.


Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.


Nosso espaço


Assista ao palestrante Prof. Edison Andrades todas as quintas-feiras, às 17h, na TV Mundi, Programa Negócios (www.tvmundi.com.br).


Visite-nos e fale conosco em www.edisonandrades.com.br e siga-nos no Twitter: profatendimento .


* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia.

Comentários

Mais Lidas