Comunicação: A base do relacionamento

Se em todas as situações nos colocarmos no lugar do receptor, com certeza mudaríamos nossa forma de comunicar

Redação
Publicado em 20/04/2009, às 10h32

* Profº. Edison Andrades


Sabemos que comunicação foi, é e sempre será a grande dificuldade do homem, mas porque seria tão difícil se comunicar? A questão principal é que encrementamos demais na forma de comunicação, temos preguiça em passar recados e informações, nunca conseguimos repassar na íntegra a informação desejada, no entanto acabamos criando um ambiente de caos, em determinadas ocasiões.


O colaborador, assim como qualquer pessoa, deseja ser entendido, pois é através de um bom diálogo que conseguimos aos poucos conquistar nosso espaço.

Quando há uma ferramenta eficaz de comunicação entre áreas e colaboradores, erra-se menos, melhora-se as relações interpessoais, e consequentemente aprimora-se os relacionamentos, mas como alcançar esta proeza???


A princípio precisamos pensar como receptor de qualquer mensagem, pois será que todas as informações, ainda que passadas de qualquer jeito, serão entendidas?? A resposta é Não. Se em todas as situações nos colocarmos no lugar do receptor, com certeza mudaríamos nossa forma de comunicar.

As maiores falhas na comunicação se dão devido a intervenção do conteúdo histórico de cada indivíduo, já que no ato da recepção da mensagem tendemos o entendimento a nossa história de vida e experiências anteriores. A má comunicação  está diretamente ligada a falta de escuta ativa. Quando o receptor não ouve o que está sendo emitido e sim o que lhe é mais conveniente, teremos aí um ruído, e este ruído se proliferará em grande proporção chegando a gerar conseqüências não muito positivas;

Outro ponto importante na falha em comunicação está no conteúdo em questão, o receptor, muitas vezes não é o mais indicado para receber aquele tipo de mensagem, no entanto o emissor não leva isto em consideração e insiste  em repassa-la, quando a mensagem chegar ao destino, teremos provavelmente um problema .


O PROBLEMA SEMPRE ESTÁ NO EMISSOR. Como assim? Isso mesmo, o responsável pela eficácia na comunicação é sempre quem emite a mensagem. Vou explicar melhor:

Se alguém dorme durante uma aula, ficamos possessos e preferimos colocar a culpa no “dorminhoco”, pois julgamos que este estava no lugar errado naquele momento, ok? Não, pois procuro sempre fazer a seguinte reflexão:

Ainda que o sujeito estivesse no lugar errado e que o assunto não o despertasse interesse, o emissor precisa atingi-lo! Não seria o emissor o responsável por causar interesse?


Obviamente que quando discuto este assunto com colegas palestrantes e professores, quase sou “espancado”, pois as pessoas acreditam que os outros fazem constantemente coisas contra suas próprias vontades, por exemplo frequentar uma aula que julga não acrescentar nada em sua vida.


Procuro usar o mesmo conceito para tudo, pois julgo que todo aquele a quem prestamos um determinado serviço (remunerado ou não), é um Cliente. E como tal, não deveríamos atender, aliás, superar as suas expectativas?


O emissor é quem deve causar interesse no outro.


No mercado de trabalho a história se repete, pois os emissores geralmente entendem que se alguém não entendeu algo, é porque está sem foco para aquilo. Mas nem sempre isso é verdade! Nosso líderes não focam na didática (forma), mas no conteúdo e apenas nele, causando assim um clima organizacional péssimo entre os colaboradores perdidos daquele lugar.

Gostaria de continuar este assunto, abordando sobre o desdobramento que a falha na comunicação pode gerar no desenvolvimento das carreiras. Vamos falar sobre isso na próxima semana? Combinado. Te espero lá.


Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.


* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas