FAB tem 182 vagas temporárias para engenheiros

As inscrições devem ser realizadas pessoalmente, ou por meio de procuração registrada em cartório, até o dia 3 de setembro.

Redação
Publicado em 19/08/2010, às 11h04

A Força Aérea Brasileira está selecionando engenheiros especializados em computação, alimentos, telecomunicações, elétrica, eletrônica, mecânica, metalúrgica, química, cartografia, área agrícola e/ou engenharia civil para ingressarem no serviço militar como temporários.

O processo seletivo compreenderá as etapas inscrição (até 3 de setembro), avaliação documental, concentração inicial, inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica e concentração final.

Para as 182 vagas disponíveis em todo o território nacional podem concorrer brasileiros de ambos os sexos que tenham:

·         idade inferior a 38 anos até o final de 2010;

·         experiência profissional como engenheiro, em instituição privada ou pública, pelo período mínimo de dois anos;

·         no máximo seis anos de serviço prestado às Forças Armadas ou Forças Auxiliares na data da incorporação;

·         situação regular no conselho profissional correspondente.

Até a data de incorporação também é necessário que os candidatos do sexo masculino estejam quites com o serviço militar e que as mulheres não estejam grávidas.

Outros pré-requisitos do processo seletivo podem ser consultados no aviso de convocação disponível no site da FAB (http://www.fab.mil.br/portal/hotsites/engmil/AVISO_CONVOCACAO_10AGO2010.pdf).

Os interessados em concorrer às oportunidades oferecidas devem comparecer a área de jurisdição do Comando Aéreo Regional (COMAR) mais próximo de sua localidade para realizar a inscrição. Os endereços podem ser encontrados no “anexo b” do aviso de convocação. Os documentos necessários para o cadastro, assim como o requerimento de inscrição também se encontram no aviso de convocação.

Os candidatos incorporados serão nomeados aspirantes a oficial do quadro de oficiais da reserva de 2ª classe convocados (QOCon) ou serão incluídos com a patente que já possuem na reserva não remunerada das Forças Armadas.

Pâmela Lee Hamer

Veja também:

Rio de Janeiro: Giraffas tem 100 postos de trabalho emaberto

iFactory: 28 oportunidades para desenvolvedores no Ceará

Comentários

Mais Lidas