Geração “MSN” x Geração “X”

De um lado o homem maduro que se depara com um mercado extremamente competitivo.

Redação
Publicado em 16/03/2009, às 10h27

* Profº. Edison Andrades

De um lado o homem maduro que se depara com um mercado extremamente competitivo, no entanto se vê deslocado e praticamente um “peixe fora d’água” (geração “X”); De outro, um garoto com todas as oportunidades, e enxergando um mercado extremamente adaptado para sua geração, mas se vê com toda a vida pela frente e prefere usar seu precioso tempo em jogos fúteis, salas de bate-papo improdutíveis e vídeo-games no interior de uma Lan house (geração “MSN”) .

Mas numa terceira ponta temos um mercado carente de mão-de-obra qualificada. A era do apagão da qualificação humana !! Que “pepino, hein!? Nem tanto, ainda há salvação!

Observo um novo momento em nosso mercado mediante o esforço da geração anterior em lutar por seu espaço. Verifico isso inclusive em meio a meus alunos, pessoas maduras e que pertencem ao grupo que viveu numa época que bastava trabalhar direito e ser assíduo que ganhava automaticamente sua estabilidade, que consequentemente era acompanhada por um gordo up-grade salarial, tanto, que nossa geração”X” teve a ilusão que  por décadas não precisaria de reciclagem, principalmente escolar, já que se encontrava com uma estabilidade alicerçada.

Pois é, amigos! As coisas mudaram e nossos “Guerreiros” precisaram se mexer, arregaçar as mangas e buscar um nivelamento no que tange conhecimento e informação. Vejo neste nicho, um comportamento de busca por oportunidade, um abraçar com “unhas e dentes” esta nova fase, aliás, geralmente são os meus melhores alunos. Gente que quer!

Também observo um contexto um pouco triste, de garotos e garotas meio perdidos perante suas escolhas, encontrando um mercado exigente demais que vem como uma castração de seus caprichos, além do “bordão: “Preciso curtir a vida”.

Vejo uma nova era industrial, sim! Uma era que se assemelha ao tempo em que o homem apertava um parafuso sobre uma esteira, mas não fazia nem idéia do que estava fabricando, enquanto uma minoria buscava se aprimorar, pois anos mais tarde sabiam que poucos sobreviveriam (a chegada da tecnologia). Hoje temos um panorama semelhante, pois nosso jovem “emburrece” no que se refere à nossa língua portuguesa, quando busca se comunicar com outros semelhantes de forma on-line. Com isso nos deparamos com lan house’s lotadas por jovens se alimentando de passatempos vazios e extremamente viciadores. Ou seja, são os mesmos apertadores de parafusos, só que hoje, um parafuso digital.

Agora chegou a hora!!! A geração “X” disputa mercado com a geração “MSN”. De um lado uma garotada com muito vigor, inteligência e uma habilidade sobrenatural com os equipamentos tecnológicos, mas ainda com um baixo senso de responsabilidade e comprometimento, além da pouca experiência; De outro, nossos maduros e experientes profissionais, que dão um “banho” quando se trata de compromisso, até porque conhecem o ônus que geraram em outros tempos. Estão se munindo de conhecimento e formação acadêmica, sabendo que ainda há lugar junto ao sucesso profissional. Reciclagem em alta, aprimoramento para novas tendências, enfim, novos mercados despontam e nossos "jovens senhores” estão “ligados”, porém ainda engatinhando no mundo tecnológico e digital e com uma formação mediana.

Então, meus caros leitores, eu não sei exatamente onde você se encontra, mas te afirmo que do lado que estiver, nunca deixe de reciclar em todas as áreas relevantes ao seu segmento ou até fora dele, pois poderá chegar seu antagônico concorrente e tomar tranqüilamente seu lugar. E não me venha com a conservadora e comodista frase: “Existe mercado para todos, se Deus quiser”. Não! Somente há mercado para os que marcham. Pois, lembre-se daquela passagem bíblica e muito sábia: “O mar se abriu para o povo de Israel atravessar, somente após terem marchado em direção a ele”. Portanto, te digo que Deus sempre deseja o nosso melhor, mas existem coisas que são NOSSA obrigação. Abrir o mar (as oportunidades) é com Deus, marchar (ir à luta) é com você!! 

 Ah! E nunca se esqueça de incluir Deus em todos os seus planos.

* Profº Edison Andrades é Psicólogo - Especialista em desenvolvimento profissional e aconselhamento de carreira (Counseling); MBA; Escritor (autor do livro: Como Perder o Emprego (com competência)- Giz editorial); ex-Diretor de RH. É professor universitário atuando nas áreas de Administração e Marketing. Como consultor e palestrante atua em algumas das principais empresas nacionais e multinacionais do país. É palestrante e instrutor organizacional há mais de dez anos, onde destaca-se devido sua performance teatral, motivacional e irreverente ao transmitir conhecimentos. Marque uma consulta e conheça sua metodologia. contatos:  e-mail: edison.andrades@terra.com.br;  site: www.edisonandrades.com.br.

Comentários

Mais Lidas