Concurso

    E-mail ou carta

    Projeto pretende assegurar comunicações dos concursos

    Se o Projeto de Lei nº 69, de 2014, for aprovado, os concursandos poderão escolher entre e-mail ou carta para receberem as informações sobre as seleções públicas em que estão inscritos

    SP

    Projeto de lei
    Escolher entre a comunicação por e-mail ou carta registrada para todas as etapas dos concursos públicos, com a garantia de ser informado em tempo hábil. Essa é a proposta do Projeto de Lei nº 69 encaminhado nesta quarta-feira (19) à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

    O projeto estabelece que “as empresas e instituições organizadoras de concursos públicos ficam obrigadas a encaminhar todas as comunicações aos candidatos inscritos no edital, informando as ocorrências e fases do concurso público, sem prejuízo da publicação de editais de convocação, retificações e afins”.

    Assim, o concursando poderá optar, no momento da inscrição, se prefere ser informado por carta registrada, com aviso de recebimento (AR), no endereço informado, ou por mensagem para o endereço eletrônico cadastrado, com confirmação de leitura.


    Segundo o deputado autor da proposta Carlos Giannazi, do PSOL, o Projeto de Lei 69 visa facilitar a vida dos inscritos em concursos. “O presente projeto tem por objetivo facilitar a verificação de todas as etapas do concurso em que o candidato se inscreveu. É comum haver atraso na entrega de correspondência física, ou mesmo de não envio de e-mail, fazendo com que os candidatos percam fases importantes. E nem sempre se tem acesso fácil às publicações oficiais, como o Diário oficial”, escreve o parlamentar na justificativa para o projeto. 

    Concursos Relacionados

    Veja todas as notícias