X

Concurso

  • indique
  • imprimir
    Nível médio

    Concurso INSS: MPOG libera nomeação de 200 técnicos

    O ministro do Planejamento autorizou nova contratação de parte dos aprovados do concurso INSS. Desta vez a portaria convoca apenas profissionais para a posição de técnico

    AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

    INSS

    Alertas Concursos INSS

    Uma portaria publicada no Diário Oficial da União da edição desta segunda-feira (17) traz uma boa notícia para os participantes do concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira, liberou a nomeação de 200 candidatos para o cargo de técnico seguro social.

    Pelo documento, os concursados deverão ser convocados ainda em 2017. A convocação ocorrerá pela ordem de classificação do resultado final do processo seletivo.

    Vale lembrar que o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) já liberou até o momento a nomeação de 650 participantes do concurso INSS, contando com a nova portaria. A expectativa é de que em breve sejam autorizadas as nomeações dos demais 300 técnicos para fechar o quantitativo de 950 vagas (número inicial previsto no edital).

    O INSS deve solicitar ainda que sejam convocados 50% dos excedentes, mas isso só poderá acontecer depois do preenchimento das 950 oportunidades.

    Nomeações anteriores do concurso INSS


    No dia 12 de dezembro foram liberadas 150 nomeações, sendo 100 para técnico e 50 para analista. Já em 8 de novembro e 1° de dezembro, o MPOG também autorizou, em cada uma das portarias, a convocação de 150 profissionais.

    Resultado do concurso INSS


    resultado final do concurso INSS foi divulgado no dia 4 de agosto. A classificação foi publicada junto com o resultado final na perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência e o resultado final no procedimento administrativo de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros.

    Vale lembrar que as pontuações dos candidatos foram divulgadas preliminarmente no dia 20 de junho, entretanto, após recebimento de recursos e divulgação dos resultados da perícia médica e da verificação de candidatos que se autodeclararam negros ou pardos, as colocações de alguns candidatos podem ter sofrido alterações.

    Veja também: depoimento da 1ª colocada no concurso INSS 2016

    Não passou? O INSS prevê mais 7.351 vagas


    Se você não foi aprovado no concurso INSS não deve desanimar e muito menos deixar os estudos de lado. Isso porque o Ministério da Previdência Social já havia informado que foi encaminhado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) um pedido para abertura de novo concurso com 7.351 vagas para o quadro de pessoal do instituto. De acordo com a assessoria de imprensa do INSS, das oportunidades, 1.530 são para perito médico e o restante para técnico e analista do seguro social.


    Questões e gabaritos do concurso INSS 2016


    As provas para técnico do concurso INSS 2016 (Instituto Nacional do Seguro Social) constaram de 120 questões no estilo certo ou errado. Como de costume, o Cespe colocou várias "pegadinhas" que confundiram muitos candidatos.

    Como pode ser visto no gabarito extraoficial comentado (em anexo) havia uma pergunta para julgar se o item era um memorando. A princípio, o item parecia correto, mas logo no início havia sido escrita a cidade (Brasília, 2 de fevereiro de 2016). O detalhe é que em memorandos, por serem internos, não necessitam de local junto com a data.

    As questões e informáticas foram julgadas como uma das mais fáceis, mas se o candidato não prestasse atenção em alguns detalhes acabava errando. Por exemplo, o item "A ferramenta OneDrive do Windows 10 é destinada à navegação em páginas web por meio de um browser interativo." estava errado, pois tal ferramenta é o Microsoft Edge.

    Os exames foram aplicados às 8h para candidatos ao cargo de analista e às 14h para quem concorreu a uma vaga de técnico. Em ambos os casos, eles tiveram duração máxima de 3h30min.

    Para técnico, a prova foi composta por 50 questões de conhecimentos básicos (ética no serviço público, regime jurídico único, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo,língua portuguesa, raciocínio lógico e noções de informática) e 70 de conhecimentos específicos (seguridade social). O julgamento de cada pergunta foi feito por certo ou errado. 

    Candidatos a analista foram submetidos a 120 perguntas sobre as disciplinas de língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, direito constitucional, direito administrativo,legislação previdenciária, legislação da assistência social e conhecimentos específicos.

    Ao todo, o concurso INSS registrou 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social. Com isso, confirma-se o que já foi dito anteriormente, que este é o concurso mais concorrido do momento. A demanda por candidato pode ser conferida no anexo da notícia!

    Um detalhe divulgado, no dia 17 de maio, pela assessoria de imprensa do Cespe é o índice de abstenção, cujo percentual foi até mesmo menor do que vinha ocorrendo. O departamento de imprensa informou que na maioria dos concursos a abstenção é de 27%, mas neste do INSS foi de 24,4% para analista e 25,23% para técnico. Desta forma, o número de faltosos correspondeu a 10.732 para analista e a 263.353 para técnico. Ou seja, 813.704 pessoas prestaram a prova objetiva e, neste momento, aguardam pelo gabarito oficial.

    Polêmicas no concurso INSS 


    Antes da aplicação das provas objetivas, o concurso já tinha chamado a atenção devido ao fato de que uma jovem muçulmana havia sido impedida de fazer o teste com véu. Ana Cristina Pimentel Ratter Nunes entrou na Justiça e conseguiu o direito de utilizar o véu, como pode ser conferido aqui.

    Agora, foi feita na internet uma petição para o cancelamento do concurso INSS 2016. Entre os argumentos dos idealizadores do documento, que deve ser encaminhado posteriormente ao Ministério Público Federal (MPF), estão: horário de abertura dos portões incompatível com o divulgado no edital; horário de aplicação das provas diferente; alguns candidatos usaram equipamentos eletrônicos no banheiro sem serem punidos.

    petição online já teve mais de 5.000 assinaturas.

    Sobre o concurso INSS 


    Do total de oportunidades, 800 são para o cargo de técnico do seguro social, que exige ensino médio completo. As demais 150 ofertas destinam-se à função de analista, que admite profissionais com nível superior em serviço social e registro no conselho de classe.

    As remunerações vigentes correspondem a R$ 5.344,87 para técnico do INSS e a R$7.954,09 para analista do INSS. Nesses valores já está incluso o novo auxílio-alimentação de R$ 458.

    Os salários do técnico compreendem R$ 639,18 de vencimento básico (VB), R$ 1.022,69 de Gratificação de Atividade Executiva (GAE) e R$ 3.225 de Gratificação de Desempenho de Atividades do Seguro Social (GDASS) de 100 pontos. Já as remunerações do analista constituem-se da seguinte maneira: R$ 890,42 de VB, R$ 1.424,67 de GAE e R$ 5.181 de GDASS.




    Confira a distribuição das vagas do concurso INSS 


    Para técnico as oportunidades serão lotadas da seguinte maneira: São Paulo (113), Acre (5), Alagoas(14), Amapá (5), Amazonas (34), Bahia (76), Ceará (22), Distrito Federal (10), Espírito Santo (4), Goiás(40), Maranhão (33), Mato Grosso (26), Mato Grosso do Sul (12), Minas Gerais (82), Pará (84), Paraíba (4),Paraná (37), Pernambuco (35), Piauí (2), Rio de Janeiro (17), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul(49), Rondônia (22), Roraima (3), Santa Catarina (32), Sergipe (7) e Tocantins (12).

    A função de analista terá chances nos Estados de São Paulo (18), Acre (6), Alagoas (2), Amapá (3), Amazonas (3), Bahia (22), Ceará (7), Goiás (4), Maranhão (4), Mato Grosso (6), Mato Grosso do Sul (7), Minas Gerais (15), Paraíba (4), Rio Grande do Sul (12), Pará (6), Paraná (3), Pernambuco (3), Piauí (1), Rio de Janeiro (4), Rondônia (5), Roraima (2), Santa Catarina (6), Sergipe (1) e Tocantins (5), além do Distrito Federal (1).

    Concorrência do concurso INSS


    Por diversos motivos, o concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prometia, desde meados de 2015, apresentar uma concorrência bastante acirrada. Além do fato de tradicionalmente ser um dos órgãos mais visados do funcionalismo público, o INSS costuma convocar um bom número de aprovados nas seleções, possui cargos bastante atrativos – como o de técnico, por exemplo, que exige apenas nível médio e oferece salário de R$ 5,4 mil – e se diferencia ainda, desta vez, por ser um dos poucos que não teve seu concurso afetado pelo corte orçamentário, anunciado em setembro do ano passado pelo Governo Federal, como medida do ajuste fiscal para equilibrar as contas.

    De qualquer forma, talvez ninguém esperasse que o novo concurso INSS, aberto em uma semana relativamente “morta”, entre o Natal e o Ano Novo, pudesse ameaçar atingir um recorde histórico em número de inscrições. Mas essa possibilidade veio à tona no dia 27 de janeiro, quando, em reunião realizada junto a representantes da Fenasps (Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social), a presidente do instituto, Elisete Belchior, afirmou que a seleção já havia registrado,até o momento, mais de 1 milhão de inscrições.

    Até então, estrelam no hall de concursos com maior número de candidatos: o da Caixa Econômica Federal (CEF) realizado 2014, em primeiro lugar, com 1.156.744 inscritos disputando nove vagas imediatas, além de formação de cadastro reserva; e, na segunda colocação, o da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovidoem 2011, com 1.120.393 candidatos para 9.190 oportunidades.



    Pesquise material preparatório para o concurso INSS


      • 15/05/2016 (domingo) - Prova
      • 22/02/2016 (segunda-feira) - Encerramento das inscrições
      • 04/01/2016 (segunda-feira) - Abertura das inscrições
      • 23/12/2015 (quarta-feira) - Previsão de Concursos

      Ficha técnica do Concurso INSS

      Concurso: INSS
      N de vagas: 950
      Cargo: Técnico, Analista
      Escolaridade: Médio Superior
      Estados com Vagas: AC AL AP AM BA CE DF ES GO MA MT MS MG PA PB PR PE PI RJ RN RS RO RR SC SP SE TO
      Área de Atuação: Administrativa
      Faixa de Salário: De R$ 5.344,87 até R$ 7.954,09
      Taxa de Inscrição: R$ 65 e R$ 80
      Organizadora: CESPE/UnB
      Cidade:

      Vídeo do Concurso INSS

      Saiba mais sobre o concurso INSS 2016

      Sobre INSS

      O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), autarquia federal com sede em Brasília (DF), vinculada ao Ministério da Previdência e do Trabalho, instituída com fundamento no disposto no art. 17 da lei n° 8.029, de 12 de abril de 1990, durante a gestão do então presidente Fernando Collor de Melo, tem por finalidade promover o reconhecimento de direito ao recebimento de benefícios administrados pela Previdência Social, assegurando agilidade, comodidade aos seus usuários e ampliação do controle social. O INSS é responsável pelo pagamento da aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente e outros benefícios para aqueles que adquirirem o direito a estes benefícios segundo o previsto em lei. Compete ao INSS a operacionalização do reconhecimento dos direitos da clientela do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), que atualmente abrange mais de 40 milhões de contribuintes. O INSS possui em seu quadro administrativo quase 40.000 servidores ativos, lotados em todas as regiões do país, que atendem presencialmente mais de quatro milhões de pessoas todos os meses. Conta com uma rede altamente capitalizada, de cerca de 1.200 unidades de atendimento, as chamadas Agências da Previdência Social (APS), presentes em todos os Estados da Federação. Trata-se de um mecanismo democrático, que ajuda a minimizar as desigualdades sociais. A renda transferida pela Previdência é utilizada para assegurar o sustento do trabalhador e de sua família quando ele perde a capacidade de trabalho por motivo de doença, acidente, gravidez, prisão, morte ou idade avançada. O INSS caracteriza-se, portanto, como uma organização pública prestadora de serviços previdenciários para a sociedade brasileira. É nesse contexto e procurando preservar a integridade da qualidade do atendimento a essa clientela que o instituto vem buscando alternativas de melhoria contínua, com programas de modernização e excelência operacional, ressaltando a maximização e otimização de resultados e de ferramentas que fundamentem o processo de atendimento ideal aos anseios da sociedade em geral. O INSS tem a seguinte estrutura organizacional: órgãos de assistência direta e imediata ao presidente (Gabinete; Assessoria de Comunicação Social; Coordenação-Geral de Planejamento e Gestão Estratégica; Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação; e Centro de Formação e Aperfeiçoamento do Instituto Nacional do Seguro Social), órgãos seccionais (Procuradoria Federal Especializada; Auditoria-Geral; Corregedoria-Geral; Diretoria de Orçamento, Finanças e Logística; e Diretoria de Gestão de Pessoas), órgãos específicos singulares (Diretoria de Benefícios; Diretoria de Saúde do Trabalhador; e Diretoria de Atendimento) e unidades descentralizadas: (Superintendências-Regionais; Gerências-Executivas; Agências da Previdência Social; Procuradorias-Regionais; Procuradorias-Seccionais; Auditorias-Regionais; e Corregedorias-Regionais).

      Concursos Relacionados

      Veja todas as notícias