Concurso Funai 2021 Previsto

Orgão: FUNAI
Nº vagas: 826
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Assistente, Agente, Administrador
Áreas de Atuação: Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 5349,00 Até R$ 6420,00
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

Publicado em 21/06/2019, às 21h40 - Atualizado em 12/05/2021, às 14h20


Um novo pedido de concurso Funai (Fundação Nacional do Índio) foi enviado ao Ministério da Economia, para o preenchimento de 826 vagas, para diversos cargos, de níveis médio e superior, até R$ 6.420,87. Além disso, um novo pedido deve ser encaminhado, já nos próximos dias, para o preenchimento de 1.043 postos. 

Concurso Funai: saiba mais sobre a seleção

Cresce a expectativa pela realização de um novo  concurso Funai (Fundação Nacional do Índio). Além do pedido em análise, no Ministério da Economia, o órgão confirmou que uma nova solicitação deve ser encaminhada para o preenchimento de nada menos do que 1.043 postos em 2022. O documento deve ser encaminhado até o próximo dia 31 de maio, prazo para que as contratações possam ser consideradas no orçamento federal do próximo ano. Assim como o atual pedido em andamento, o novo também será para cargos de  ensino médio e nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 6.420,87. Porém, a distribuição das oportunidades pelos postos ainda não foi confirmada.

No caso de ensino médio, o pedido será para os cargos de técnico em contabilidade e agente em indigenismo.

Para nível superior,  administrador, antropólogo, arquiteto, arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, enfermeiro, engenheiro, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, estatístico, geógrafo, indigenista especializado, médico,  médico veteriário, odontólogo, pesquisador, psicólogo, sociológo, técnico em assuntos educacionais, técnico em comunicação social e zootecnista.

De acordo com o órgão, caso o pedido seja acatado, o edital deve ser publicado no primeiro semestre de 2022, para todo o país, com vagas regionalizadas.

Concurso Funai: pedido em andamento

Independente do novo pedido de concurso Funai, existe uma solicitação tramitando no Ministério da Economia, para 826 vagas. Para ensino médio, a previsão é de oportunidades para a carreira de agente de indigenismo, com inicial de R$ 5.349,07.

No caso de nível superior, a solicitação é para os cargos de administrador, antropólogo, arquiteto, arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, engenheiro, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, estatístico, geógrafo, indigenista especializado, médico veterinário, pesquisador, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais, técnico em comunicação social e zootecnista. Para estas opções, o inicial é de R$ 6.420,87.

Informações complementares

Pedido do concurso Funai

O pedido foi encaminhado no final de maio e está em análise no ministério. A expectativa é de o aval seja concedido em breve para que o certame aconteça em 2020.

Defasagem de pessoal

Consta no requerimento que a Funai possui, atualmente, 2.767 postos vagos, já descontadas as perdas de 114 vagas recentemente extintas pelo decreto nº 9.754/2019.

O órgão ainda relatou que "há um agravamento referente ao histórico de anos de ausência de concursos, o que prejudicou a transferência de conhecimentos entre servidores veteranos e recentes, bem como a manutenção do equilíbrio da força de trabalho ao longo do tempo. Neste cenário, deve-se, ainda, considerar que, atualmente, a grande maioria dos servidores possuem idade acima de 50 anos, ou seja, devido a previsão de um ritmo maior de aposentadorias e consequente redução nos quadros de servidores da Funai suscita-se preocupação com relação à continuidade do cumprimento das atividades e acende o alerta da necessidade de recomposição da força de trabalho da Funai. Cumpre ressaltar, que a análise não parte de um olhar para o passado sobre a força de trabalho, mas sim, de um olhar no presente com impacto nos próximos anos, quanto à necessidade urgente de fortalecer a equipe técnica da Funai.

Atribuições do agente indigenista

O agente indigenista exerce todas as atividades administrativas e logísticas a cargo da Funai, prestação de suporte e apoio técnico especializado, execução de atividades de coleta, seleção e tratamento de dados e informações especializadas, orientação e controle de processos voltados às áreas de proteção e defesa dos povos indígenas e acompanhamento e fiscalização das ações desenvolvidas nas áreas indígenas. Cabe ao auxiliar em indigenismo o desempenho das atividades administrativas e logísticas de nível básico.

Remunerações e benefícios

Para o ensino médio foi requerido um total de 1.560 oportunidades na carreira de agente indigenismo. A remuneração inicial corresponde a R$ 4.891,07, sem incluir o auxílio-alimentação no valor R$ 458.

As demais chances são para candidatos com formação superior e estão distribuídas entre os seguintes cargos: indigenista especializado (156), assistente social (19), economista (18), administrador (15), antropólogo (14), engenheiro (13), sociólogo (11), contador (8) e psicólogo (4). Neste caso, os vencimentos são de R$ 5.962,87 mais o vale-alimentação de R$ 458.

Último concurso Funai

Em 2016, a fundação promoveu seleção para o preenchimento de 220 oportunidades de nível superior para indigenista especializado (202), contador (6), engenheiro agrônomo (5), engenheiro agrimensor (4) e engenheiro civil (3).

Sob a organização da Esaf, o concurso Funai teve 100 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais (língua portuguesa, raciocínio lógico e quantitativo, direito constitucional e administrativo, legislação indigenista, informática básica e administração pública) e conhecimentos específicos.

Os participantes também foram submetidos um exame discursivo, que consistiu no desenvolvimento de um estudo de caso sobre matérias integrantes do conteúdo específico de cada cargo. O texto deveria ter entre 45 e 60 linhas.

As avaliações aconteceram nas cidades de Rio Branco/AC, Maceió/AL,Manaus/AM, Tabatinga/AM, São Gabriel da Cachoeira/AM, Macapá/AM,Salvador/BA, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Vitória/ES, Goiânia/GO, São Luís/MA, Imperatriz/MA, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Dourados/MS,Cuiabá/MT, Sinop/MT, Belém/PA, Altamira/PA, João Pessoa/PB, Recife/PE,Teresina/PI, Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, Natal/RN, Porto Velho/RO,Ji-Paraná/RO, Boa Vista/RR, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Aracajú/SE, São Paulo/SP e Palmas/TO.

Acompanhamento do concurso Funai

O JC Concursos traz todas as novidades do concurso Funai nesta página. Abaixo você encontra as notícias, os anexos e as provas anteriores.

Concurso Funai: veja dicas de raciocínio lógico


Notícias do concurso Funai 2021

Provas FUNAI

Nenhuma prova encontrada

Sobre FUNAI

A Fundação Nacional do Índio é o órgão indigenista oficial do Estado brasileiro. Criada por meio da Lei nº 5.371, de 5 de dezembro de 1967, vinculada ao Ministério da Justiça, é a coordenadora e principal executora da política indigenista do Governo Federal. Sua missão institucional é proteger e promover os direitos dos povos indígenas no Brasil. Cabe à Funai promover estudos de identificação e delimitação, demarcação, regularização fundiária e registro das terras tradicionalmente ocupadas pelos povos indígenas, além de monitorar e fiscalizar as terras indígenas. A Funai também coordena e implementa as políticas de proteção aos povos isolados e recém-contatados. É, ainda, seu papel promover políticas voltadas ao desenvolvimento sustentável das populações indígenas. Nesse campo, a Funaipromove ações de etnodesenvolvimento, conservação e a recuperação do meio ambiente nas terras indígenas, além de atuar no controle e mitigação de possíveis impactos ambientais decorrentes de interferências externas às terras indígenas. Compete também ao órgão estabelecer a articulação interinstitucional voltada à garantia do acesso diferenciado aos direitos sociais e de cidadania aos povos indígenas, por meio do monitoramento das políticas voltadas à seguridade social e educação escolar indígena, bem como promover o fomento e apoio aos processos educativos comunitários tradicionais e de participação e controle social. A atuação da Funai está orientada por diversos princípios, dentre os quais se destaca o reconhecimento da organização social, costumes, línguas, crenças e tradições dos povos indígenas, buscando o alcance da plena autonomia e autodeterminação dos povos indígenas no Brasil, contribuindo para a consolidação do Estado democrático e pluriétnico.


Comentários

Mais Lidas