Concurso Prefeitura General Salgado (SP) Em andamento

Orgão: Prefeitura General Salgado
Nº vagas: 22
Taxa de inscrição: De R$ 50,00 Até R$ 50,00
Cargos: Professor
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: Consesp
Estados com Vagas: SP
Cidades: General Salgado - SP

Publicado em 18/01/2017, às 16h05 - Atualizado em 25/01/2021, às 23h00


Concurso da Prefeitura de General Salgado, no estado de São Paulo, divulgou edital com 22 vagas imediatas para contratação por tempo determinado de Professores. Também está prevista formação de cadastro reserva. O certame terá um ano de validade.

Mais informações:

 

 

Distribuição das vagas

Professor I de Oficinas (1 vaga); Professor II de Arte (Cadastro Reserva); Professor II de Educação Física: (CR); Professor II de Matemática (2); Professor II de Geografia (CR); Professor II de Língua Portuguesa (1); Professor II de Educação Especial (1); Professor II de Projeto de Recuperação e Reforço (1); Professor I (14); Professor II Ciências Físicas e Biológicas (CR); Professor II de História (CR); Professor II de Inglês (CR); Professor II de Oficias (Educação Física) (CR); Professor II de Projeto de Recuperação e Reforço em Português (1); Professor II de Projeto de Recuperação e Reforço em Matemática (1).

Atribuições dos cargos

Professor I: - Participar da elaboração da proposta pedagógica da escola; - Elaborar e cumprir o plano de trabalho; Zelar pela aprendizagem dos alunos;  Estabelecer estratégias de recuperação para alunos de menor rendimento;  Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, a avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade; Colaborar com o professor conselheiro de classe; Participar dos órgãos colegiados da Escola; Dirigir reuniões de pais como conselheiro de classe. Participar das Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo da Unidade Escolar.

Professor I – Oficinas: Participar da elaboração da proposta pedagógica da escola; Elaborar e cumprir o plano de trabalho; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Estabelecer estratégias de recuperação para alunos de menor rendimento; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, a avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade; Colaborar com o professor conselheiro de classe; Participar dos órgãos colegiados da Escola; Dirigir reuniões de pais como conselheiro de classe. Participar das Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo da Unidade Escolar.

Professor II – Matemática: Elaborar e cumprir o plano de trabalho Zelar pela aprendizagem dos alunos; Estabelecer estratégias de recuperação para alunos de menor rendimento; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, a avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade; Colaborar com o professor conselheiro de classe; Participar dos órgãos colegiados da Escola; Dirigir reuniões de pais como conselheiro de classe. Participar das Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo da Unidade Escolar.

Professor II - Língua Portuguesa: Elaborar e cumprir o plano de trabalho; Zelar pela aprendizagem dos alunos; Estabelecer estratégias de recuperação para alunos de menor rendimento; Cumprir os dias letivos e carga horária de efetivo trabalho escolar, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, a avaliação e ao desenvolvimento profissional; Colaborar com atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade; Colaborar com o professor conselheiro de classe; Participar dos órgãos colegiados da Escola; Dirigir reuniões de pais como conselheiro de classe. Participar das Horas de Trabalho Pedagógico Coletivo da Unidade Escolar.

Conteúdo programático

Língua Portuguesa – Nível Superior

Ortografia; acentuação; divisão silábica; estrutura e formação das palavras: derivação e composição - prefixos e sufixos – radicais gregos e latinos; classes de palavras: verbos e substantivos (todas as dez- ênfase em classificação dos verbos, verbos regulares, irregulares, defectivos, anômalos e abundantes- (tempos e modos verbais). substantivos: classificação; flexão em gênero, número e grau ( ênfase em substantivos epicenos, sobrecomuns, comuns de dois gêneros e de gênero vacilante); significação das palavras: sinônimos e antônimos; parônimos, homônimos; processo de coordenação e subordinação das orações; equivalência e transformação das estruturas; regência verbal e nominal; concordância verbal e nominal; pontuação: crase; compreensão e interpretação de texto; coesão e coerência textual; paragrafação; informações literais e interferências; ponto de vista do autor. variação linguística.

Conhecimentos pedagógicos

BASSEDAS, Eulália; HUGUET, Teresa; SOLÉ, Isabel. Aprender e Ensinar na Educação Infantil. Artmed, 1999; BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília: MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Disponível em: [http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/]. Acesso em: 29 out. 2019.

DOLZ, Joaquim; GAGNON, Roxane; DECÂNDIO, Fabrício de. Produção Escrita e Dificuldades de Aprendizagem. 1ª ed. Campinas: Mercado de Letras, 2010; GUENTHER, Zenita Cunha. Desenvolver capacidades e talentos: um conceito de inclusão. 1ª ed. Petrópolis: Vozes, 2000; LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22ª ed. São Paulo: Cortez, 2011; MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? 2ª ed. São Paulo: Moderna,2006. (Coleção Cotidiano Escolar); MORETTO, Vasco Pedro. Prova: Um Momento Privilegiado de Estudo, Não um Acerto de Contas. 9ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2010; FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. São Paulo: Paz e Terra, 2008; PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 2000; WEISZ, Telma .O Diálogo entre o Ensino e a Aprendizagem. 2ª ed. Ática, 2000.

Legislação

A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o Ensino Fundamental de nove anos. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=4034&Itemid;

Ensino Fundamental de Nove Anos - Ministério da Educação. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Ensfund/noveanorienger.pdf

Parâmetros Curriculares Nacionais – Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental. Disponível em:http://portaldoprofessor.mec.gov.br/linksCursosMateriais.html?categoria=23

Expectativas de aprendizagem de língua portuguesa. Disponível em:http://www.demandanet.com/smerp2010/portal_doc/314.PDF

Orientações didáticas fundamentais sobre as expectativas de aprendizagem de língua portuguesa. Disponível em: http://www.demandanet.com/smerp2010/portal_doc/315.PDF

Constituição da República Federativa do Brasil Artigo 205 ao 214. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Lei n.º 8.069, de 13 de julho de 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei8069_02.pdf

Lei n.º 9394, de 20 de dezembro de 1996 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Política Nacional da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva - Mec 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm

Resolução n.º 4, de 2 de outubro de 2009 CNE/CEB – Institui Diretrizes operacionais para atendimento Educacional especializado na Educação Básica, modalidade especial. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_09.pdf

Resolução n.º 5, de 17 de dezembro de 2009 CNE/CEB - Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=2298&Itemid

Conhecimentos Específicos

Constituição da república federativa do brasil (art. 205 - 214), lei de diretrizes e bases da educação nacional - lei nº 9.394/96; estatuto da criança e do adolescente - lei 8069/90; resolução cne/ceb nº 4, de 13 de julho de 2010 que fixa as diretrizes curriculares nacionais para a educação básica; política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. resolução cne/ceb 07/2010 que fica as fixas diretrizes curriculares nacionais para o ensino fundamental de 09 (nove) anos.

Curso grátis de preparação emocional  

 

Acompanhamento

+++ A equipe JC Concursos apresenta o resumo do Concurso Prefeitura de General Salgado (SP) nesta página. O conteúdo programático e as atribuições na íntegra podem ser conferidos no edital abaixo, disponível entre os anexos.


Cronograma

Abertura das inscrições09/01/2021
Encerramento das inscrições17/01/2021
Prova
Provas
24/01/2021

Notícias do concurso Prefeitura General Salgado (SP)

Edital e Anexos

Abertura (18/01/2017) Edital-Prefeitura-General-Salgado/SP
Abertura (15/01/2021) Edital de abertura
Retificação (15/01/2021) Retificação
Retificação (15/01/2021) Retificação

Provas Prefeitura General Salgado

Nenhuma prova encontrada

Provas Consesp

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
Sercomtel Profissional Administrativo III Advogado
Consesp
2015 Prova / Gabarito
_PREFEITURA MUNICIPAL Contador
Consesp
2015 Prova / Gabarito
_PREFEITURA MUNICIPAL Dentista ESF
Consesp
2014 Prova / Gabarito
_PREFEITURA MUNICIPAL Controlador
Consesp
2014 Prova / Gabarito
_PREFEITURA MUNICIPAL Psicologo
Consesp
2014 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Sobre Prefeitura General Salgado

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas