Concurso MGS MG 2019 Em andamento

Orgão: MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S.A.
Nº vagas: 35
Taxa de inscrição: De R$ 44,00 Até R$ 44,00
Cargos: Entrevistador social
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário: De R$ 1654,00 Até R$ 1654,00
Organizadora: IBFC
Estados com Vagas: MG
Cidades: Belo Horizonte - MG

Publicado em 04/04/2019, às 09h24 - Atualizado em 02/12/2019, às 23h00


O edital do concurso MGS (Minas Gerais Administração e Serviços) preencherá 35 vagas para o cargo de entrevistador social. Lotação ocorrerá no município de Belo Horizonte, no Estado de Minas Gerais (MG).

As inscrições serão recebidas até o dia 17 de novembro de 2019, exclusivamente pela internet, através do site da banca organizadora do processo de seleção, que é www.ibfc.org.br. A taxa custa R$ 44.

Todos os inscritos no concurso MGS serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório.

Informações complementares

Requisitos e benefícios

Interessados em disputar uma das ofertas devem possuir diploma de conclusão de curso de ensino médio e seis meses de experiência. O salário inicial é de R$ 1.654,65 para carga horária semanal de 44 horas.

De acordo com o edital do concurso MGS, os servidores ainda recebem os seguintes benefícios: vale-alimentação; vale-transporte; e seguro de vida em grupo.

Atribuições do entrevistador social

Realizar o cadastramento e procedimentos de manutenção cadastral (Revisão Cadastral, Averiguação e Auditorias Cadastrais conforme diretrizes do Governo Federal) de Famílias/Indivíduos por entrevista presencial, em visita domiciliar ou mutirões, inserindo as informações no Sistema do Cadastro Único ou preenchendo manualmente os formulários do Cadastro Único com posterior digitação no Sistema; Consultar, operar e monitorar dados e informações registradas em documentos/formulários físicos/eletrônicos e nos sistemas web/online relacionados ao Cadastro Único (Sistema V7), Programa Bolsa Família e programas usuários (SICON, SIBEC) de acordo com as normas e fluxos operacionais estabelecidos pelos órgãos federais (Ministério de Desenvolvimento Social - MDS, Caixa Econômica Federal - CEF) e municipais (Diretorias, Gerências, Coordenações e unidades) afins; Registrar e controlar o fluxo de documentos e as rotinas de trabalho nos bancos de dados relativos ao Cadastro Único e Programa Bolsa Família; Analisar, monitorar e arquivar processos decorrentes da operacionalização dos sistemas web/online relacionados ao Cadastro Único (Sistema V7) e Programa Bolsa Família (SICON, SIBEC); Acompanhar Calendário operacional do Cadastro Único e Programa Bolsa Família; Encaminhar informações, elaborar documentos (ofícios, planilhas, apresentações, manuais, relatórios, formulários) para realização e a otimização de procedimentos, serviços e ações (reuniões, capacitações, trabalhos de campo) a cargo de equipes, gerencias e unidades envolvidas em processos relacionados ao Cadastro Único e Programa Bolsa Família; Registrar, atualizar e verificar consistência, em diferentes meios, as informações levantadas nas operações relacionadas ao Cadastro Único, programas usuários e Programa Bolsa Família; Organizar e realizar a Busca Ativa de famílias/indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, prioritariamente as de extrema pobreza e pobreza; Organizar e realizar visitas domiciliares para checagem de dados, apuração de denúncias, averiguação e auditorias cadastrais, como também para apuração de denúncias sobre o recebimento indevido do Programa Bolsa Família ou erros de cadastramento; Zelar pela coleta qualificada das informações sobre as famílias com correta inserção dos campos obrigatórios no Sistema do Cadastro Único; Conhecer o funcionamento do Sistema do Cadastro Único, para uma melhor compreensão do processo de cadastramento e os efeitos da correta coleta de informações sobre as famílias; Informar e orientar, quando necessário, as famílias/indivíduos quanto aos benefícios vinculados ao Cadastro Único e a serviços da PBH, principalmente da Assistência Social; Reportar ao Supervisor que informará às Referências Técnicas Regionais sobre as necessidades de articulação intersetorial e com as GERPTR para o desenvolvimento de suas atividades; Registrar em planilhas e relatórios as informações sobre as atividades realizadas; Participação de capacitação, treinamentos; Participação de reuniões no nível regional e central; Seguir a legislação, portarias, normativa, instruções operacionais e circulares; Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função.

Conteúdo programático

Língua Portuguesa: 1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Emprego do sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Significação das palavras.

Noções de Informática: 1. Internet e Aplicativos. 2. Ferramentas de busca. 3. Navegadores (Browser). 4. Redes de Computadores. 5. Criptografia. 6. Sistema Operacional e Software. 7. Hardware. 8. Correios Eletrônicos. 9. Programa Antivírus e Firewall. 10. Editores de Apresentação. 11. Editores de Planilhas. 12. Editores de Texto. 13. Segurança da Informação. 14. Extensão de Arquivo. 15. Teclas de Atalho. 16. Pacote Microsoft Office.

Conhecimentos Específicos: BRASIL. Lei nº 10.836, de 9 de janeiro de 2004. Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências. Disponível aqui: BRASIL. Portaria Interministerial nº 2.509, de 18 de novembro de 2004. Dispõe sobre as atribuições e normas para a oferta e o monitoramento das ações de saúde relativas às condicionalidades das famílias Beneficiárias do Programa Bolsa Família. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Ministério da Saúde, Brasília, DF,22 nov. 2004. Seção 1. Página 58. Disponível aqui: Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Manual de Orientações sobre o Bolsa Família na Saúde. 3ª Edição. 72 p. Brasília, DF, 2010. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Caderno do IGD-M. Manual do Índice de Gestão Descentralizada Municipal do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único. BRASÍLIA, DF, abril de 2014. 96 p. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Cartilha Bolsa Família - Transferência de Renda e Apoio à Família no acesso à Saúde, à Educação e à Assistência Social. 20p. 2015. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004. Regulamenta a Lei no 10.836, de 9 de janeiro de 2004, que cria o Programa Bolsa Família, e dá outras providências. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Decreto nº 6.135, de 20 de Junho de 2007 - SENARC. Dispõe sobre o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e dá outras providências. Disponível aqui: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Informe Gestores nº 406. Registros pessoais do Cadastro Único são sigilosos BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Informe Gestores nº 420. Tira-dúvidas sobre o preenchimento dos Formulários do Cadastro Único. BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Informe Gestores nº 438. Tarifa Social de Energia Elétrica: famílias com dados desatualizados no Cadastro Único podem perder descontos na conta de luz. BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Informe Gestores nº 453. Como a diversidade brasileira está expressa no Cadastro Único. BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Informe Gestores nº 469. MDS lança processo de qualificação dos dados dos trabalhadores do Cadastro Único e do Bolsa Família. BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Instrução Normativa nº 002 SENARC/MDS, de 26 de agosto de 2011. Estabelece as definições técnicas e os procedimentos operacionais necessários para a utilização da Versão 7 dos Formulários e do Sistema de Cadastro Único no âmbito da Portaria nº 177, de 16 de junho de 2011. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Instrução Normativa nº 004 SENARC/MDS, de 14 de outubro de 2011. Estabelece os procedimentos operacionais necessários para a utilização da Versão 7 dos Formulários e do Sistema de Cadastro Único, nos casos de exclusão de dados cadastrais e de mudança da família de município, em observância à Portaria nº 177, de 16 de junho DE 2011. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Secretaria Nacional de Assistência Social. Instrução Operacional Conjunta nº 02 SENARC/SNAS/MDS, de 05 de agosto de 2014. Estabelece orientações para identificação e registro de famílias com crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal Cadastro Único. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Instrução Operacional Conjunta n° 19 – SENARC/SNAS/MDS, de 7 de fevereiro de 2013. Divulga aos estados e municípios orientações para a inclusão das famílias do Programa Bolsa Família em descumprimento de condicionalidades, especialmente as que estejam em fase de suspensão do benefício, nos serviços socioassistenciais de acompanhamento familiar, com registro no Sicon e solicitação da interrupção temporária. Disponível aqui:
BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Instrução Operacional Conjunta nº20 SENARC/MDS - SAS/MS, de 12 de julho de 2013. Trata sobre os procedimentos para a identificação de gestantes beneficiárias do Programa Bolsa Família elegíveis ao Benefício Variável à Gestante (BVG) e das
regras relacionadas à concessão desse benefício. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de
Cidadania. Manual do Entrevistador. Cadastro Único para Programas Sociais. 3ª Edição (Atualizada). 132 p.
MDS. Brasília. Última revisão: 24/02/2016. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de
Cidadania. Manual do Usuário do Sistema de Condicionalidades (SICON). 96 p. Outubro de 2014.
Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Caixa Econômica Federal. Sistema
Cadastro Único Versão 7.5. Manual Operacional do Cadastro Único. 141 p. Disponível aqui: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de
Cidadania. Portaria nº 177 SENARC/MDS, de 16 de Junho de 2011. Define procedimentos para a gestão do
cadastro único. Disponível aqui:
BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Renda de
Cidadania. Portaria nº 251 SENARC/MDS, de 12 de dezembro de 2012. Regulamenta a gestão das
condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a portaria GM/MDS nº 321, de 29 de setembro de
2008, e dá outras providências. Disponível aqui:

Concurso MGS: dica de estudo

Acompanhamento

A equipe JC Concursos disponibiliza o resumo do concurso MGS nesta página, com as principais informações do processo de seleção. Mais informações estão disponíveis abaixo, no edital anexado.


Cronograma

Abertura das inscrições25/10/2019
Encerramento das inscrições17/11/2019
Prova
Prova objetiva
01/12/2019

Notícias do concurso MGS MG 2019

Edital e Anexos

Abertura Edital Concurso MGS
Abertura (26/04/2019) Edital Nº 02/2019
Abertura (01/08/2019) Edital Nº 03/2019
Gabarito (02/09/2019) Gabarito nível fundamental completo
Gabarito (02/09/2019) Gabarito nível fundamental incompleto
Gabarito (02/09/2019) Gabarito nível fundamental médio
Abertura (28/10/2019) Edital para entrevistador social
Retificação (08/11/2019) Prorrogação

Provas MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S.A.

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
MGS Tecnico Superior Tecnologia de Suporte e Infraestrutura
IBFC
2014 Prova / Gabarito
MGS Tecnico Superior Medicina do Trabalho
IBFC
2014 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Provas IBFC - Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Telecomunicacoes
IBFC
2016 Prova / Gabarito
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Suporte de Redes
IBFC
2016 Prova / Gabarito
EBSERH Advogado
IBFC
2015 Prova / Gabarito
Docas PA Administrador
IBFC
2015 Prova / Gabarito
Docas PA Advogado
IBFC
2015 Prova / Gabarito

» Ver lista completa


Comentários

Mais Lidas