Concurso Prefeitura Monte Azul Paulista (SP) 2021 Em andamento

Orgão: Prefeitura Monte Azul Paulista
Nº vagas: 36
Taxa de inscrição: De R$ 80,00
Cargos: Guarda
Áreas de Atuação: Segurança Pública
Escolaridade: Ensino Médio
Faixa de salário: De R$ 1514,00
Organizadora: Consulpam
Estados com Vagas: SP
Cidades: Monte Azul Paulista - SP

Publicado em 09/01/2019, às 11h46 - Atualizado em 01/12/2021, às 23h00


O edital do concurso Monte Azul Paulista, cidade localizada no Estado de São Paulo, preencherá 36 vagas para o cargo de guarda civil municipal, sendo nove para contratação imediata e 27 para formação de cadastro reserva (CR).

Informações complementares

Distribuição das vagas

Oportunidades estão distribuídas entre os sexos masculino (6 vagas + 18 CR) e feminino (3 + 9 CR). A carreira exige ensino médio completo, idade entre 18 e 45 anos, altura mínima de 1,65 m para o sexo masculino e 1,60 m para o sexo feminino e carteira de habilitação na categoria "A/B".

A remuneração inicial é de R$ 1.514, acrescido de 30% de periculosidade para todos os guardas, 35% de RETP para todos os guardas e R$ 468 de vale-alimentação (no caso do guarda noturno somente 20% de adicional noturno).

Atribuições do cargo

GUARDA CIVIL MUNICIPAL: I - zelar pelas instalações e equipamentos disponíveis em seu setor; II - orientar os subordinados quanto ao trato com o público, apresentação individual, continência, postura profissional adequada, pontualidade, assiduidade e cumprimento das ordens legais e regulamentares; III - verificar constantemente a apresentação individual, bem como o uso correto do uniforme e equipamentos e de seus subordinados; IV - participar aos superiores hierárquicos quaisquer irregularidades de que venha a ter conhecimento; V - levar ao conhecimento de seu superior, depois de apuradas, todas as ocorrências que não lhe seja possível resolver; VI - encaminhar imediatamente ao superior os documentos ou medidas que dependam de sua decisão; VII - encaminhar ao seu superior o Guarda Civil Municipal que apresentar problemas de ordem pessoal ou de baixo rendimento profissional; VIII - orientar e fiscalizar os Guardas Civis Municipais sob sua responsabilidade na execução das ordens e determinações superiores; IX- responder pelas ações realizadas em sua área de atuação; X- manter a disciplina e fazer cumprir as ordens e instruções recebidas; XI - participar aos superiores hierárquicos quaisquer irregularidades de que venha a tomar conhecimento; XII - sugerir ao superior, alterações nos procedimentos, nas escalas, substituições de Guardas Civis Municipais ou de postos de trabalho, alterações nos roteiros, a fim de garantir bom desenvolvimento no trabalho e fiel cumprimento das ordens. XIII - respeitar e cumprir com exatidão e presteza as determinações deste Regulamento, das Leis Federais, Estaduais e Municipais, bem como as instruções e ordens que forem baixadas por seus superiores; XIV - quando em serviço, portar credencial expedida pelo órgão competente; XV - comparecer a sede quinze minutos antes de iniciar-se ao período de trabalho constante da escala elaborada, apresentando-se imediatamente ao superior hierárquico, a fim de receber instruções sobre os serviços e respectivos equipamentos; XVI - exercer, de acordo com as escalas, as atribuições gerais da Guarda Civil Municipal; XVII - ingressar no posto na hora que lhe for determinada, permanecendo atento e diligente, dele só se afastando em casos de necessidade, por ocasião de apresentação do seu substituto, ou no término de seu horário de serviço, solicitando, previamente, permissão ao superior respectivo; XVIII - manter-se sempre rigorosamente uniformizado, asseado e com máxima compostura; XIX- conservar-se respeitoso e disciplinado na presença de seus superiores; XX- portar-se com urbanidade e polidez em presença do público; XXI - tratar com urbanidade as pessoas com quem tenha que se entender, usando de energia apenas quando necessário e para repelir a violência ou fazer respeitar, dentro dos justos limites, a sua autoridade; XXII - percorrer, com regularidade e atenção, o setor da cidade que lhe for designado; XXIII - prender qualquer indivíduo em flagrante delito ou quando perseguido pelo clamor público, apresentando-o a Autoridade Policial; XXIV - tratar com urbanidade os que por enfermidade ou deficiência mental não tiverem o necessário discernimento, os ébrios habituais, os viciados em tóxicos, os que por deficiência mental tenham discernimento reduzido, bem como os excepcionais sem desenvolvimento mental completo, encaminhando-os, quando necessário, aos responsáveis; XXV - transmitir por escrito a seu superior hierárquico, diariamente, as ocorrências relevantes verificadas na sua área de policiamento; XXVI - apresentar-se sempre limpo, barbeado, bigode, unhas e cabelos aparados; XXVII - as mulheres devem apresentar-se com cabelo preso, maquiagens e brincos discretos, se for o caso; XXVIII - reclamar, com urgência, o socorro das autoridades competente, pelo meio mais rápido, quando assim o exigirem as circunstâncias; XXIX - entregar ao Comandante da Guarda Civil Municipal ou quando for o caso, apresentar na Delegacia de Polícia, objetos de outras pessoas que, por qualquer modo, venham a cair em seu poder; XXX - auxiliar, quando solicitado, a autoridade pública ou seus agentes no cumprimento de seus deveres ou execução de ordens legais, notadamente os funcionários da saúde pública e os fiscais municipais; XXXI - vigiar e defender os próprios e bens municipais, logradouros públicos, monumentos, jardins e arborizações, detendo quantos neles produzirem danos; XXXII - auxiliar na atividade policial, controle de tráfego e atuar subsidiariamente nos casos de calamidade pública; XXXIII - participar de ações que viabilizem e cooperem, no âmbito municipal, com a implantação coordenada de medidas preventivas e repressivas que visem à promoção da segurança pública; XXXIV - apresentar e acompanhar ocorrência de natureza policial à autoridade competente; XXXV - redigir e encaminhar ao Comandante, boletins de ocorrência; XXXVI - garantir o serviço de responsabilidade do Município, no desempenho da atividade de polícia administrativa; XXXVII - preservar o meio ambiente do Município; XXXVIII - dirigir viatura, desde que habilitado; XXXIX- cumprir e fazer cumprir as ordens recebidas, detalhando os procedimentos a serem adotados durante a execução das operações; XL - orientar e monitorar seus subordinados durante a execução das ordens recebidas; XLI - encaminhar, ao seu superior, o Guarda Civil Municipal que apresentar problemas de ordem pessoal ou de baixo rendimento profissional; XLII - orientar os subordinados quanto ao trato com o público, apresentação individual, continência, postura profissional adequada, pontualidade, assiduidade e cumprimento das ordens legais e regulamentares; XLIII - verificar constantemente a apresentação individual, bem como o uso correto do uniforme e equipamentos e de seus subordinados; XLIV - participar aos superiores hierárquicos quaisquer irregularidades de que venha a ter conhecimento; XLV - educar, orientar e auxiliar na fiscalização do trânsito; XLVI - conduzir o transgressor à Autoridade Policial, em caso de crimes de trânsito, comunicando a Sede da Guarda Civil Municipal em momento oportuno; XLVII - quando nomeado Agente de Trânsito pela Autoridade de Trânsito, Prefeito Municipal, deverá executar fiscalização de Trânsito conforme art. 24, VI da Lei 9.503/97 - CTB; XLVIII - o Guarda Agente de Trânsito deverá, ao término de cada plantão, entregar o Auto de Infração Aplicado (AIA) na Administração da Guarda Civil Municipal, para as providencias cabíveis; XLIX - levar a conhecimento do Conselho Tutelar da Criança e Adolescente e da Autoridade Policial, a existência de menores que perambulam sem assistência, pelo seu posto de policiamento, encaminhando-os a tais autoridades, comunicando o fato a seus superiores hierárquicos; L - portar arma de fogo conforme estatuto do desarmamento-Lei-n° 10.826/03 e Decreto 5.123/04. LI - comparecer em todas as instruções determinadas; LII - considerar-se em serviço quaisquer que sejam as circunstancias, sempre que a manutenção da ordem e a segurança dos munícipes exijam sua intervenção; LIII - manter-se com um condicionamento físico condizente com suas funções; cumprir e fazer cumprir este regulamento; LIV - executar a função de motorista ou encarregado de viatura e rádio operador quando necessário; LV - executar outras tarefas correlatas designadas pelos superiores hierárquicos; LVI - usar uniforme somente em serviço ou quando for requisitado pelo comandante.

Acompanhamento

A equipe JC Concursos disponibiliza o resumo do concurso nesta página, com as principais informações do processo de seleção. Mais informações estão disponíveis abaixo, no edital anexado.

Dica de estudo: língua portuguesa


Cronograma

Abertura das inscrições07/10/2021
Encerramento das inscrições30/11/2021
Prova
Objetiva e Títulos
19/12/2021

Notícias do concurso Prefeitura Monte Azul Paulista (SP) 2021

Edital e Anexos

Abertura Edital - concurso Prefeitura de Monte Azul Paulista SP
Abertura (26/05/2021) Edital de abertura 2021
Abertura (11/10/2021) Edital nº 02/2021 (guarda)
Retificação (12/11/2021) Prorrogação edital nº 02/2021 (guarda)

Provas Prefeitura Monte Azul Paulista

Nenhuma prova encontrada

Provas Consulpam

Nenhuma prova encontrada

Sobre Prefeitura Monte Azul Paulista

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.

Comentários

Mais Lidas