Concurso Sefaz SC 2021 Em andamento

Orgão: Sefaz SC - Secretaria da Fazenda de Santa Catarina
Nº vagas: 58
Taxa de inscrição: De R$ 150,00 Até R$ 150,00
Cargos: Analista
Áreas de Atuação: Fiscal
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 5499,97 Até R$ 5499,97
Organizadora: FCC
Estados com Vagas: SC

Publicado em 21/05/2021, às 13h32 - Atualizado em 21/12/2021, às 23h00


O mais recente concurso da Sefaz SC (Secretaria da Fazenda de Santa Catarina) preencherá 58 vagas de analista da receita estadual, com vencimentos iniciais de R$ 5.499,97. Podem concorrer a um dos postos profissionais com curso superior em qualquer área do conhecimento.

Resumo do edital

Atribuições do analista

  • 1. Pesquisar dados e proceder a estudos comparados, visando às projeções do serviço, bem como manter banco de dados específicos, relativos ao setor de trabalho; 2. Analisar atos e fatos técnicos e administrativos apresentando soluções e alternativas técnicas inerentes a sua área de atuação; 3. Analisar, diagnosticar e avaliar programas, projetos e ações inerentes a sua área de atuação; 4. Propor a edição de normas e atos de natureza técnica ou administrativa pertinente a sua formação, compatíveis com sua área de atuação; 5. Manter atualizado material informativo de natureza técnica e administrativa, diretamente relacionado com as atividades desenvolvidas pelo setor onde desempenha suas funções; 6. Executar trabalho de natureza técnica e administrativa pertinente a sua formação, compatível com sua área de atuação; 7. Acompanhar e avaliar o desempenho e a execução das políticas e diretrizes de seu setor; 8. Uniformizar o fluxo de trabalho e examinar e adotar soluções de racionalização e controle dos serviços; 9. Prestar assessoria e/ou consultoria relativas a assuntos de sua área de atuação; 10. Realizar estudos para elaboração de normas destinadas a padronização, simplificação, especificação, compra, recebimento, guarda, estocagem, suprimento, alienação e inventários de material de consumo ou permanente; 11. Estudar e acompanhar o orçamento e sua execução físico-financeira; 12. Acompanhar o desenvolvimento da técnica de planejamento administrativo e financeiro a fim de promover o seu aperfeiçoamento; 13. Estudar e acompanhar o exame crítico da conjuntura econômico-financeira a fim de adequar a ela a produtividade das fontes de receita; 14. Elaborar normas e manuais visando à uniformização das atividades administrativas; 15. Desenvolver projetos objetivando racionalizar e informatizar as rotinas e os procedimentos; 16. Desenvolver estudos visando à implantação e/ou ao aprimoramento dos sistemas administrativos; 17. Elaborar fluxogramas, organogramas e demais esquemas ou gráficos das informações do sistema; 18. Elaborar diretrizes para a organização e modernização das estruturas e dos procedimentos administrativos, objetivando aperfeiçoar a execução dos programas governamentais; 19. Estudar e analisar os programas e projetos, em harmonia com as diretrizes e políticas estabelecidas; 20. Fornecer subsídios técnicos para elaboração de anteprojetos de leis e decretos relacionados a assuntos de sua área de competência; 21. Fornecer dados estatísticos e apresentar relatórios de suas atividades; 22. Emitir laudos e pareceres sobre assuntos de sua área de competência; 23. Planejar e executar projetos arquitetônicos do órgão, atendendo a suas necessidades permanentes; 24. Executar leiaute de distribuição espacial do mobiliário adequado à execução das atividades de cada setor; 25. Projetar e executar programações visuais das instalações, visando oferecer um bom ambiente, influenciando na humanização e produtividade; 26. Realizar exame técnico de processos relativos à execução de obras, compreendendo a verificação de projetos e das especificações quanto às normas e padronizações; 27. Preparar previsões detalhadas das necessidades da construção, determinando e calculando materiais, mão-de-obra e seus respectivos custos, tempo de duração e outros elementos necessários; 28. Participar da elaboração e execução de contratos e convênios que incluam projetos de construção, ampliação ou remoção de obras e instalações; 29. Fazer avaliações e arbitramentos relativos à especialidade, quando solicitado; 30. Planejar, coordenar, orientar, supervisionar, executar e avaliar programas e projetos na área de Serviço Social, aplicados a indivíduos, grupos e comunidades; 31. Prestar assessoria e consultoria técnica em assunto de natureza social; 32. Elaborar estudos e pareceres técnicos para orientar a tomada de decisão em processos de planejamento ou organização; 33. Participar, dentro de sua especialidade, de equipes multiprofissionais na elaboração, análise e implantação de programas e projetos; 34. Administrar, organizar e dirigir bibliotecas e centros de documentação ou de informação; 35. Planejar e executar a política de seleção e de aquisição de material bibliográfico e não bibliográfico; 36. Orientar, coordenar, supervisionar e executar os serviços de catalogação e classificação de documentos; 37. Planejar e executar serviços de referência bibliográfica; 38. Organizar e revisar fichários, catálogos e índices, por meio de processos manuais ou automatizados, possibilitando o armazenamento, a busca e a recuperação da informação; 39. Compilar bibliografias gerais ou específicas utilizando processos manuais ou mecanizados; 40. Executar serviços de disseminação de informações, conforme o perfil de interesse do usuário, elaborando publicações correntes ou promovendo sua distribuição e circulação; 41. Manter intercâmbio com as demais bibliotecas e/ou centros de documentação ou de informação; 42. Participar do processo de editoração de publicações oficiais, organizando e/ou normatizando-o; 43. Elaborar planos de contas e preparar normas de trabalho de contabilidade, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 44. Elaborar os balancetes mensais, orçamentários, financeiro e patrimonial com os respectivos demonstrativos, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 45. Elaborar balanços gerais com os respectivos demonstrativos, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 46. Elaborar registros de operações contábeis, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 47. Elaborar certificados de exatidão de balancetes ou balanços e de outras peças contábeis, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 48. Controlar empenhos e anulação de empenhos, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 49. Orientar a organização do processo de tomada ou de prestação de contas, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 50. Fazer registros sistemáticos da legislação pertinente às atividades de administração orçamentária, financeira, contábil e de auditoria, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 51. Opinar a respeito de consultas formuladas sobre matéria de natureza técnica, jurídico-contábil, financeira e orçamentária, propondo, se for o caso, as soluções cabíveis em tese, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 52. Realizar trabalhos de análise contábil interna, inspecionando regularmente a escrituração dos livros fiscais, verificando se os registros efetuados correspondem aos documentos que lhes deram origem, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 53. Supervisionar os cálculos de reavaliação do ativo e de depreciação de veículos, máquinas, móveis, utensílios e instalações, ou participar desses trabalhos, adotando os índices indicados para cada exercício financeiro, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 54. Emitir pareceres, laudos e informações sobre assuntos contábeis, financeiros e orçamentários, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 55. Realizar estudos com base em diagnósticos de problemas econômicos visando à dinamização dos planos governamentais, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 56. Realizar análises e verificações da situação econômica, financeira e administrativa do órgão, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 57. Auxiliar no controle dos pagamentos de notificações fiscais, bem como na inscrição em dívida ativa dos débitos vencidos e não pagos, com registro no respectivo órgão de fiscalização profissional; 58. Executar outras atribuições compatíveis com o cargo e com sua habilitação legal e profissional; 59. Emitir informações sobre assuntos relacionados a processos de isenção, imunidade e restituição de Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCMD); 60. Emitir informações sobre assuntos relacionados a processos de isenção, imunidade, redução de alíquota e restituição do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA); 61. Emitir informações em processos relacionados à correção de documentos de arrecadação; 62. Emitir informações acerca do crédito tributário inscrito em dívida ativa; 63. Emitir informações sobre assuntos relacionados a processos de cadastro de contribuintes do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), nos casos de alteração, inscrição, baixa, suspensão, cancelamento e reativação; 64. Realizar pesquisas mercadológica, mobiliária e imobiliária como subsídio da formação de valores venais para compor a tabela para fins de cálculo da cobrança do ITCMD; 65. Executar outras atividades correlatas e inerentes às atribuições regimentais da SEF; e 66. Auxiliar nas atividades dos postos fiscais e nos serviços fiscais volantes.

Conteúdo programático

Confira abaixo algumas das disciplinas que serão cobradas na prova:

  • Língua portuguesa – Interpretação de texto. Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Vozes verbais. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Sintaxe: processos de coordenação e subordinação. Ocorrência de crase. Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Redação (reconhecimento de frases corretas e incorretas).

  • Raciocínio crítico e lógico: a prova objetiva testar as habilidades de raciocínio, envolvendo: (a) elaboração de argumentos; (b) avaliação da argumentação; e (c) formulação ou avaliação de planos de ação. As questões podem abordar assuntos de quaisquer áreas, e sua resolução independentemente do conhecimento específico do assunto envolvido. Programa Construção de argumentos: reconhecimento da estrutura básica de um argumento; conclusões apropriadas; hipóteses subjacentes; hipóteses explicativas fundamentadas; analogia entre argumentos com estruturas semelhantes. Avaliação de argumentos: fatores que reforçam ou enfraquecem uma argumentação; erros de raciocínio; método utilizado na exposição de razões. Formulação e avaliação de um Plano de Ação: reconhecimento da conveniência, eficácia e eficiência de diferentes planos de ação; fatores que reforçam ou enfraquecem as perspectivas de sucesso de um plano proposto; hipóteses subjacentes a um plano proposto. Raciocínio Lógico: Noções sobre lógica: Proposições. Conectivos. Equivalências. Argumentos. Diagrama e Conjuntos.

  • Contabilidade geral – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro aprovado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC). Patrimônio: componentes patrimoniais (ativo, passivo e situação líquida). Equação fundamental do patrimônio. Fatos contábeis e respectivas variações patrimoniais. Sistema de contas, contas patrimoniais e de resultado. Plano de contas. Escrituração: conceito e métodos; partidas dobradas; lançamento contábil – rotina, fórmulas; processos de escrituração. Regimes de caixa e competência. Ativos: estrutura, grupamentos e classificações, conceitos, processos de avaliação, registros contábeis e evidenciações. Passivos: conceitos, estrutura e classificação, conteúdo das contas, processos de avaliação, registros contábeis e evidenciações. Patrimônio líquido: capital social, adiantamentos para aumento de capital, ajustes de avaliação patrimonial, ações em tesouraria, prejuízos acumulados, reservas de capital e de lucros, cálculos, constituição, utilização, reversão, registros contábeis e formas de evidenciação. Balancete de verificação: conceito, forma, apresentação, finalidade, elaboração. Ganhos ou perdas de capital: alienação e baixa de itens do ativo. Tratamento das Depreciações, amortização e exaustão, conceitos, determinação da vida útil, forma de cálculo e registros. Tratamentos de Reparo e conservação de bens do ativo, gastos de capital versus gastos do período. Operações de Duplicatas descontadas, cálculos e registros contábeis. Operações financeiras ativas e passivas, tratamento contábil e cálculo das variações monetárias, das receitas e despesas financeiras, empréstimos e financiamentos: apropriação de principal, juros transcorridos e a transcorrer e tratamento técnico dos ajustes a valor presente. Despesas antecipadas, receitas antecipadas. Folha de pagamentos: cálculos, tratamento de encargos e contabilização. Passivo atuarial, depósitos judiciais, definições, cálculo e forma de contabilização. Apuração do Resultado, incorporação e distribuição do resultado, compensação de prejuízos, tratamento dos dividendos e juros sobre capital próprio, transferência do lucro líquido para reservas, forma de cálculo, utilização e reversão de Reservas. Conjunto das Demonstrações Contábeis, obrigatoriedade de apresentação e elaboração de acordo com a Lei nº 6.404/76 e suas alterações e as Normas Brasileiras de Contabilidade atualizadas. Balanço Patrimonial: obrigatoriedade, apresentação; conteúdo dos grupos e subgrupos. Demonstração do Resultado do Exercício, estrutura, evidenciação, características e elaboração. Apuração da receita líquida, do lucro bruto e do resultado do exercício, antes e depois da provisão para o Imposto sobre Renda, contribuição social e participações. Demonstração do Resultado Abrangente, conceito, conteúdo e forma de apresentação. Demonstração de Mutações do Patrimônio Líquido, conceitos envolvidos, forma de apresentação e conteúdo. Demonstração do Fluxo de Caixa: obrigatoriedade de apresentação, conceitos, métodos de elaboração e forma de apresentação. Demonstração do Valor Adicionado – DVA: conceito, forma de apresentação e elaboração.

Curso grátis de língua portuguesa para o concurso da Sefaz SC

Acompanhamento

A equipe JC Concursos apresenta o resumo do concurso da Sefaz SC nesta página, com as principais informações do processo seletivo. O conteúdo programático na íntegra pode ser conferido no edital abaixo, disponível entre os anexos. 


Cronograma

Abertura das inscrições08/10/2021
Encerramento das inscrições12/11/2021
Prova19/12/2021
Divulgação do Gabarito20/12/2021
Divulgação do Resultado11/02/2022

Notícias do concurso Sefaz SC 2021

Edital e Anexos

Abertura (05/10/2021) Edital de abertura de inscrições (2021)

Provas Sefaz SC - Secretaria da Fazenda de Santa Catarina

Nenhuma prova encontrada

Provas FCC - Fundação Carlos Chagas

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
TRF 3 (SP e MS) Técnico-administrativos
FCC
2019 Prova / Gabarito
Defensoria Pública Agente de Defensoria Publica Administrador de Redes
FCC
2015 Prova / Gabarito
Defensoria Pública Administrador
FCC
2015 Prova / Gabarito
Defensoria Pública Agente de Defensoria Publica Administrador de Banco de Dados
FCC
2015 Prova / Gabarito
Defensoria Pública Agente de Defensoria Publica Administrador Analista de Sistemas
FCC
2015 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Sobre FCC - Fundação Carlos Chagas

Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, a Fundação Carlos Chagas (FCC) concentra suas atividades em duas grandes áreas: pesquisa/educação e organização de concursos/processos seletivos. A banca pode ser contatada pelo telefone (11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.


Comentários

Mais Lidas