Tudo Sobre

Concurso CCJ

Entidade decide sobre estágios de policiais

Está pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) projeto...



Redação
Publicado em 27/01/2010, às 10h41

Está pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) projeto do senador Fernando Collor (PTB-AL) que altera o estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para permitir que policiais estudantes de Direito possam fazer o estágio exigido para a conclusão do curso. Atualmente, esse estágio é impossível.

Ao listar as exigências para que o formando em Direito se inscreva como estagiário, a OAB impõe que o estudante não exerça atividade profissional incompatível com a advocacia.

E, em um dispositivo que arrola as atividades com as quais o exercício da advocacia é incompatível, a OAB especifica os “ocupantes de cargos ou funções vinculadas direta ou indiretamente a atividade policial de qualquer natureza”.

Na justificação do texto (PLS 210/08), Collor argumenta que esse Estatuto gera para os estudantes policiais a proibição de estagiar, por levar, indevidamente, a consideração a incompatibilidade entre essa atividade profissional e o exercício potencial da advocacia. Ele argumenta:

“A impropriedade é flagrante, pois o estudante de Direito não é advogado e não se deve sujeitar as mesmas exigências e proibições. Além disso, as condições impostas ao estudante de Direito, para tornar-se advogado, são múltiplas: graduar-se em Direito, lograr aprovação no Exame de Ordem dos Advogados do Brasil e prestar juramento ao Conselho da Ordem. Logo, não é o estágio que converte o advogado”.

Com esse projeto, Collor diz também que seu propósito é corrigir uma distorção legal até para que se conceda ao policial estudante de Direito a oportunidade de optar por uma das atividades: a que lhe faculta o curso jurídico ou a de policial.

Relatora do projeto, a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT) reconhece que a associação desses dispositivos legais do estatuto da OAB implica na vedação de acesso ao estágio por estudante de Direito que seja também policial. Mas ressalva:

“Tal restrição, contudo, é injustificável, porque trata do modo equivalente situações absolutamente distintas”.

Serys Slhessarenko (PT-MT) é favorável à transformação do projeto em lei. O texto já foi aprovado pela Comissão de Educação do Senado.

Será deliberado em decisão terminativa na CCJ e, se lograr êxito, seguirá para a Câmara dos Deputados.

(Com informações da Agência Senado)

Veja também:

Defensoria Pública/SP: retificação altera o número de vagas para 67

OAB/MS: órgão estuda a implantação de cursos à distância

+ Resumo do Concurso CCJ

CCJ
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Judiciária / Jurídica, Educação
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

27/01/2011 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas