MPF/PA encerra seleção para o município de Santarém

Aprovados receberão bolsa-auxílio de R$ 800, além de outros benefícios, para atuar segundo a demanda da Procuradoria da República do município.

Redação
Publicado em 08/02/2012, às 10h28

Os estudantes do superior em direito que cursaram, pelo menos, 40% da carga horária ou dos créditos da graduação têm até esta quarta-feira, 8 de fevereiro, para manifestarem interesse pelo estágio oferecido pelo Ministério Público Federal do Pará (MPF/PA) na cidade de Santarém. 
As inscrições serão recebidas até às 18h, pelo site www.prpa.mpf.gov.br. É necessário confirmar participação pessoalmente, na sede da Procuradoria da República do Município de Santarém (av. Rio Branco, 252 – Centro), mediante a apresentação dos seguintes documentos: carteira de identidade (original e cópia), CPF (original e cópia), declaração de escolaridade atual e histórico escolar com o total de créditos e a carga horária cursada até o momento.
Em caráter voluntário, é solicitada a doação de um quilo de leite em pó integral (em pacote ou lata), que será revertido para entidades filantrópicas da região. As contribuições devem ser entregues no endereço especificado acima.
A seleção visa a formar cadastro reserva e atender às demandas da Procuradoria da República do Município de Santarém. Para os postos serão escolhidos os graduandos em direito que não concluem o curso no primeiro semestre de 2012 e que estejam matriculados na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Faculdades Integradas do Tapajós (FIT) ou Centro Universitário Luterano de Ensino Superior (CEULS/ULBRA).
Prova - Os inscritos enfrentarão exames objetivo e subjetivo, de caráter eliminatório e classificatório, no dia 12 de fevereiro, das 8h às 13h.
O teste objetivo terá 30 questões de múltipla escolha. Já a prova subjetiva trará três perguntas dissertativas, somando 30 pontos.
Os locais de realização serão divulgados oportunamente no site do MPF/PA.
Benefícios - Os candidatos que obtiverem 50% de acerto no exame objetivo e forem bem na prova discursiva, o suficiente para estarem entre os classificados e que serão convocados à contratação, receberão bolsa-auxílio de R$ 800, para jornada de 20 horas semanais.
O horário de trabalho será estabelecido pelo procurador da República supervisor, compreendendo quatro horas diárias, entre 8h e 18h.
O pacote de vantagens inclui, também, seguro contra acidentes pessoais e auxílio-transporte de R$ 7 ao dia.
Pâmela Lee Hamer

Veja também:
Poder Judiciário/AM: Tribunal de Justiça abre 40 vagas de estágio
Em vídeo: Professores comentam questões do VI Exame de Ordem
Estágio/SP: DPU reúne 15 vagas e forma cadastro em Guarulhos

Comentários

Mais Lidas