MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Em meio a boatos de moeda única com a Argentina, Haddad desmente e explica moeda comum

Haddad destaca que o uso da moeda comum tem o objetivo de estimular o comércio entre os países sul-americanos

Em meio a boatos de moeda única com a Argentina, Haddad desmente e explica moeda comum
Fábio Pozzebom - Agência Brasil
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 23/01/2023, às 22h34

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Na tarde desta segunda-feira (23), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou a Argentina em sua primeira viagem internacional. Durante o encontro com o presidente argentino, Alberto Fernandéz, Lula comentou um estudo para adotar uma moeda comum com os vizinhos sul-americanos. 

Com isso, apareceram diversos boatos na internet de que Brasil, Argentina e outros países da América do Sul, dentre eles a Venezuela, adotariam uma moeda única no subcontinente. 

Em eventos com empresários dos países em Buenos Aires, capital da Argentina, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, desmentiu que haja um projeto de uma moeda única entre Brasil e Argentina para substituir o real e o peso, respectivamente. 

+TSE define prazo para Bolsonaro explicar post que questiona resultado das Eleições 2022

Haddad relata que está em estudo a viabilidade de uma moeda digital comum. Ela seria utilizada somente para trocas comerciais entre os países e teria o objetivo de diminuir a dependência do dólar, principalmente em relação à Argentina que possui uma reserva de dólares relativamente baixa. 

Recebemos dos nossos presidentes uma incumbência de não adotar uma ideia que era do governo anterior, que não foi levada a cabo, da moeda única. O meu antecessor, Paulo Guedes, defendia muito uma moeda única entre Brasil e Argentina. Não é disso que estamos falando. Isso gerou uma enorme confusão, inclusive na imprensa brasileira e internacional", disse Haddad.

Apesar do anúncio dos presidentes, o ministro afirmou que a moeda comum ainda será discutida por um grupo de trabalho ao longo de vários anos. Haddad revelou que a intenção do projeto de moeda comum é para dinamizar o comércio entre os países latino americanos. 

+Quina acumulou mais uma vez! Ninguém acerta os números e prêmio sobe para R$ 9,1 milhões

Não se trata da ideia de uma moeda única. Trata-se de avançarmos nos instrumentos previstos e que não funcionaram a contento, nem pagamento em moeda local e nem os CCRs dão hoje uma garantia de que podemos avançar no comércio da maneira como pretendem os presidentes”, esclareceu o ministro.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.