MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Governo esclarece fake news sobre cancelamento do Bolsa Família para milhões de pessoas

Processo de análise cadastral identificou mais de 17 milhões de cadastros desatualizados ou inconsistentes. Bolsa Família atendeu em média 21,3 milhões de famílias em 2023

Mais de 17 milhões de cadastros do Bolsa Família estavam desatualizados ou inconsistentes
Mais de 17 milhões de cadastros do Bolsa Família estavam desatualizados ou inconsistentes - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/01/2024, às 22h34

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nas últimas semanas, diversas notícias foram publicadas sobre o cancelamento do Bolsa Família para 8,4 milhões de pessoas. No entanto, nesta segunda-feira (15), o governo federal publicou nota esclarecendo que essas informações não são verdadeiras. 

Conforme o governo, esse é o número de cadastros que tiveram benefícios bloqueados durante averiguações pela CGU e Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Desses, apenas 3,7 milhões foram efetivamente cancelados. Contudo, com a busca ativa de usuários e a revisão do conceito de composição familiar, o número total de beneficiários aumentou de 54,7 milhões para 56 milhões.

É importante destacar que as famílias bloqueadas permanecem no Bolsa Família. Quando resolvidas as razões para o bloqueio e mantido o perfil de vulnerabilidade social, as famílias retomam o recebimento do benefício, inclusive os valores que não puderam ser sacados durante o bloqueio.

⚠️ Mais de 17 milhões de cadastros do Bolsa Família estavam desatualizados ou inconsistentes

O bloqueio do benefício tem o objetivo de incentivar a regularização de situações identificadas, impedir a retirada de parcelas não sacadas e evitar a retirada de novas parcelas até a resolução das questões identificadas.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

O processo de averiguação cadastral identificou mais de 17 milhões de cadastros desatualizados ou inconsistentes, abrangendo desde declarações equivocadas de famílias unipessoais até casos de beneficiários falecidos ou com renda acima das regras do Bolsa Família.

Ao longo de 2023, o Bolsa Família atendeu em média 21,3 milhões de famílias, representando um aumento significativo em comparação com as médias de 2022, quando o Auxílio Brasil alcançava 19,2 milhões de lares. O investimento federal no programa em 2023 registrou o maior volume desde o início, totalizando R$ 14,1 bilhões por mês, contra R$ 7,8 bilhões no ano anterior.

O fluxo de revisões e averiguações segue um processo rotineiro, com a busca ativa permitindo a inclusão de 2,85 milhões de famílias desde março, quando o Bolsa Família foi relançado. Em dezembro de 2023, o programa fechou o ano beneficiando 21,06 milhões de famílias, evidenciando a retomada do conceito de composição familiar. O número de pessoas atendidas aumentou de 54,7 milhões para 56 milhões.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.