MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Granjeiro: "Quando o NUNCA encontra o AGORA"

No artigo dessa semana, o colunista Gabriel Granjeiro exalta o comportamento das pessoas que agem pensando no AGORA e aponta os problemas de quem NUNCA faz nada

PUBLIEDITORIAL
Publicado em 30/03/2022, às 08h18

None
Divulgação Gran Cursos Online
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Quem é do time do NUNCA só se dispõe a começar algo depois que se sente especialista no assunto ou, no mínimo, experiente o bastante para arriscar. Vai adiando indefinidamente o tal do “agora”, na expectativa de um dia preencher os requisitos que julga indispensáveis para dar o primeiro passo. E então que acontece? Nada: o agora simplesmente nunca chega.

E por que é assim? Porque a única maneira de um dia se tornar exímio em algo é justamente fazendo. Dito de outra forma, ninguém precisa ser bom para começar algo; precisa, sim, começar esse algo hoje para se tornar um especialista, um mestre, um craque amanhã.

+Baixe o Manual do Imparável do nosso colunista, Gabriel Granjeiro

Apenas pela prática e pelo treino se atinge a excelência! Somente quem age desde já terá condições de, num futuro breve, protagonizar a virada que a maioria de nós, presos ou não ao universo do nunca, no fundo sempre almejamos.

As pessoas do time do NUNCA são marcadas pelo medo. Medo de tentar, fracassar e precisar recomeçar. É por isso que raramente começam algo de relevante e verdadeiramente desafiador.

Esses seres, um tanto acomodados, não gostam muito do desconhecido; imagine, então, o que sentem em relação ao que é desconfortável ou doloroso! Fico me perguntando: uma pessoa assim, ao se matricular numa academia com o objetivo de ganhar músculos, acredita mesmo que vai ter sucesso sem treino e sem aumento de intensidade e repetições dos exercícios?

Ora, não existe mágica nem reza que dê jeito sem um mínimo de comprometimento. Na zona de conforto não há novos avanços, novas conquistas, novos sucessos.

Quem pertence ao time do AGORA, por sua vez, está no outro extremo da régua. É gente que luta com vontade, que trabalha duro hoje para garantir um amanhã mais promissor.

São pessoas que aparentemente internalizaram a ideia de que não há outro tempo para mudar de vida, fazer acontecer, se aventurar por algo novo e viver o improvável senão o presente. A existência, para elas, é o agora, e não há espaço para adiamentos.

É verdade que temos vivido tempos estranhos. Infelizmente, nos últimos anos, temos testemunhado novos tipos de NUNCA totalmente indesejados encontrando o AGORA.

Fazia tempo que a humanidade não enfrentava tormentas como uma pandemia do nível da que nos surpreendeu há dois anos. Fazia tempo também que grandes potências não invadiam um povo irmão, destruindo cidades, aniquilando vidas e fazendo sabe-se lá quantos refugiados.

Gerações inteiras NUNCA haviam testemunhado fatos como esses. Mas eis que o NUNCA encontrou o AGORA, e tudo mudou para elas.

Mas nem por isso podemos ficar parados, só esperando que o tempo conhecido, confortável, conveniente ressurja do nada e nos tire da inércia. A hora “certa” não existe. Sempre vai haver um fato ou dado novo que pode funcionar como desculpa para não começarmos um projeto ou como “explicação” para insucessos.

E acredite: justificativas podem até servir para aliviar um pouco o seu sentimento de culpa, mas elas são, de verdade, suas maiores inimigas.

Posso, inclusive, ilustrar o que estou dizendo com a história do Gran Cursos Online.

Quando Rodrigo e eu começamos a empresa, não tínhamos dinheiro suficiente para investir adequadamente no projeto. Eu era um menino de recém-completados 20 anos (e aparência de 15), com pouquíssima experiência profissional. Ainda assim, demos o passo inicial.

Pouco tempo depois, quando parecia que estávamos engatando, veio a eleição de um governo que anunciou a suspensão dos concursos no Executivo federal. Seguiram-se uma recessão e um impeachment, que causaram grande incerteza no mercado. Nada bom para os negócios...

Sucederam-se crises das mais variadas: na economia, na política, na saúde – no Brasil e no mundo! Sofremos com a greve dos caminhoneiros que parou o País; enfrentamos a disparada do dólar, que alcançou cotação perto de 6 por 1, algo inédito!

A inflação voltou, e o preço de tudo aumentou. O poder econômico do brasileiro caiu drasticamente, algo que tende a piorar com a guerra entre Rússia e Ucrânia, que já começou a fazer o valor dos combustíveis e de alguns alimentos aumentarem ainda mais.

Perceba quantas justificativas Rodrigo e eu tínhamos para desistir ou, pelo menos, para nos darmos por satisfeitos com a entrega de resultados medíocres, que seriam facilmente explicáveis pelo contexto geral desfavorável.

Mas nós NUNCA nos pautamos pela média. NUNCA nos permitiríamos fazer apenas o mínimo. NUNCA trabalharíamos em compasso de espera, na tentativa de apenas garantir sobrevida à empresa em meio a tantos infortúnios. Sempre agimos com rapidez e no AGORA, sem essa de esperar passivamente por um amanhã melhor.

E sabe o que colhemos disso? Um crescimento notável do Gran, da ordem de 3.242% entre 2014 e o fim de 2021. Não, não digitei errado; foram 3.242% mesmo! Imagine se tivéssemos escutado a turma do nunca! Pense se tivéssemos nos agarrado às justificativas plausíveis que poderíamos ter dado a nós mesmos?

Não sei se você já ouviu o segredo da vida segundo Mário Sérgio Cortella. É bem simplório: vaca não dá leite. Como explica o filósofo, é o interessado que tem de acordar de madrugada, ir até o curral enlameado e cheio de fezes, e tirar, ele mesmo, o leite do animal. Em outras palavras, o segredo da vida é que não há recompensa sem esforço. Nada é automático, do tipo: eu quero, eu peço, eu ganho. O merecimento decorre da dedicação e do empenho individual.

Tendo isso em mente, caro leitor, querida leitora, liberte-se das crenças limitantes que fazem você achar que não é a hora, que não dá para começar, que jamais chegará lá... Dê uma mãozinha para que o senhor NUNCA encontre a senhora AGORA e, juntos, construam casas na rocha.

Mude seu modelo mental para um que tenha foco em vencer. Não faça mais nada ao acaso, sem um propósito muito bem estabelecido. Busque incessantemente se tornar alguém digno do auxílio divino e das práticas, dos hábitos, das ações lançadas no AGORA.

Nada de esperar para fazer algo no “Dia de São Nunca”. O único tempo que deve existir para nós é o AGORA.

Na vida, é aceitável gritar, sangrar, rastejar, cair, se humilhar, sofrer, retroceder alguns passos, dar uma paradinha para retomar o fôlego... Só não é aceitável desistir. Isso, sim, está na terra do nunca para mim. E para você?

“Nenhum pensamento mora de graça na cabeça de ninguém – todos eles são investimentos ou custos. Ou levam a pessoa na direção da felicidade e do sucesso ou a afastam dessas duas coisas – ou a fortalecem ou a enfraquecem.” – Robert G. Allen, 73, escritor canadense 

*texto de Gabriel Granjeiro, diretor-presidente do Gran Cursos Online

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.