MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Greve de ônibus em SP: prefeito classifica paralisação como irresponsável

A previsão da greve de ônibus em SP é durar 24 horas, paralisação foi aprovada nesta terça-feira (28) à noite; Nunes classificou como irresponsável

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 29/06/2022, às 16h04

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Roberto Casimiro/Fotoarena/Fotoarena/Estadão Conteúdo - Greve de ônibus em SP
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A greve de ônibus em SP afetou 1,5 milhão de passageiros no horário de pico da manhã, nesta quarta-feira (29), o que prejudicou 56% das linhas diurnas. Em menos de duas semanas, esta é a segunda greve da categoria da cidade de São Paulo, o prefeito, Ricardo Nunes (MDB) classificou a paralisação como irresponsável. Saiba mais detalhes. 

Ao se pronunciar sobre o fato, o chefe do executivo municipal afirmou que "não teria por que fazer essa greve uma vez que depende de julgamento do Tribunal do Trabalho que está marcado hoje para 15h. Portanto, é uma irresponsabilidade muito grande do sindicato e demonstra um descumprimento da determinação judicial que obrigava a manter 80% da frota no horário de pico e 60% fora dele."

+++ Procurador que agrediu chefe vira réu por tentativa de feminicídio; veja

Greve de ônibus em SP. Sindicato descumpre liminar 

O prefeito afirma ainda que o sindicato descumpriu uma liminar que foi concedida na greve anterior e mantida pelo desembargador Davi Furtado Meirelles, Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), que determinou o funcionamento mínimo da frota em caso de paralisação. Em descumprimento da norma, a multa diária chega a R$ 50 mil. 

O julgamento do dissídio coletivo de motoristas e cobradores, deve acontecer hoje, às 15h. Neste caso, os pontos divergentes entre os sindicatos patronal e os trabalhadores têm julgamento marcado para esta quarta-feira. Os profissionais cobram a hora de almoço remunerada e a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). 

Ao ser novamente questionado por um jornal, o prefeito de SP disse que está sendo difícil manter a tarifa no valor atual de R$ 4,40 e menciona o reajuste salarial e do diesel, como um dos fatores para o não congelamento do preço da passagem. "Os custos estão aumentando bastante. Todos estão fazendo seu sacrifício, menos esse sindicato irresponsável que tá colocando a população nessa situação pela segunda vez no mês."

Paralisação pode durar 24 horas; entenda 

A previsão da greve de ônibus em SP é durar 24 horas, a paralisação foi aprovada nesta terça-feira (28) à noite. Para tentar amenizar os impactos, a prefeitura suspendeu o rodízio de veículos e liberou o uso, durante a greve, de faixas exclusivas e corredores de ônibus.

Notícia útil para o seu estado. Você também pode conferir outras notícias de São Paulo/SP aqui

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.