MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Herança de bilionários bate recorde e supera riqueza criada com trabalho

Estudo do banco UBS mostra que 137 pessoas entraram para o rol dos bilionários entre abril de 2022 e abril de 2023. 'Efeito Rei Charles'. explica aumento de bilionários mais velhos

Estudo ressalta que muitos desses novos bilionários têm mais de 50 anos
Estudo ressalta que muitos desses novos bilionários têm mais de 50 anos - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 30/11/2023, às 16h11 - Atualizado às 23h44

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em uma mudança notável, os recém-chegados ao clube dos bilionários estão acumulando mais riqueza por meio de herança do que por atividades profissionais, conforme apontou o mais recente estudo "Ambições de Bilionários" do banco suíço UBS, divulgado nesta quinta-feira (30).

O levantamento revela que, nos últimos 12 meses encerrados em abril, 137 pessoas ascenderam à categoria de bilionários. Desse grupo, 53 ingressaram na lista por meio de heranças, totalizando US$ 150,8 bilhões (R$ 736 bilhões), superando os US$ 140,7 bilhões (R$ 690 bilhões) acumulados pelas atividades profissionais dos outros 84 novos bilionários - uma diferença de 7%.

O UBS sugere que a tendência de acumular riqueza por herança deve persistir e crescer no futuro. O banco estima que, nos próximos 20 a 30 anos, mais de mil bilionários transferirão cerca de US$ 5,2 trilhões (R$ 25,51 trilhões) para seus herdeiros, considerando especialmente o patrimônio dos bilionários com 70 anos ou mais.

Estudo ressalta que muitos desses novos bilionários têm mais de 50 anos

O estudo também destaca um aumento tanto na quantidade de bilionários globalmente quanto na riqueza total do grupo durante o período analisado. O número de bilionários saltou de 2.376 para 2.544, enquanto a riqueza total subiu de US$ 11 trilhões (R$ 54,19 trilhões) para US$ 12 trilhões (R$ 58,87 trilhões).

Em contraste com a noção tradicional de bilionários jovens, o estudo ressalta que muitos desses novos integrantes têm mais de 50 anos. Michael Viana, chefe de cobertura estratégica de clientes do UBS, destaca o "Efeito Rei Charles III", sugerindo que esses novos bilionários assumem frequentemente a riqueza em uma idade mais avançada.

O exemplo de Clemente de Vecchio, herdeiro de uma fortuna de US$ 9 bilhões (R$ 44,15 bilhões) aos 19 anos após a morte de seu pai, Leonardo Del Vecchio, fundador da Luxottica, em junho de 2022, ilustra essa tendência.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.