MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Ministério da Saúde libera R$ 1,5 bilhão para entidades de saúde privadas sem fins lucrativos

A ministra reconheceu a importância das novas verbas, mas destacou que elas ainda são insuficientes. O ato ocorreu em cerimônia no Palácio do Planalto com a presença de Lula

O SUS é a política social mais inclusiva que o Brasil conseguiu, diz ministra
O SUS é a política social mais inclusiva que o Brasil conseguiu, diz ministra - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 20/04/2023, às 17h19 - Atualizado às 18h41

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nesta quinta-feira (20), a ministra da Saúde, Nísia Trindade, assinou uma portaria que permite a liberação de um repasse adicional de R$ 1,5 bilhão, em parcela única, para 3.288 entidades de saúde privadas sem fins lucrativos, como as santas casas. O ato ocorreu em cerimônia no Palácio do Planalto e contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a ministra, as santas casas são fundamentais para o atendimento da população no Sistema Único de Saúde (SUS) e também atuam no programa de redução de filas de cirurgias eletivas e exames do Ministério da Saúde.

O incentivo beneficiará mais de 3,2 mil serviços em 1,7 mil municípios do país, por meio dessas instituições que oferecem atendimentos de média e alta complexidade, como cirurgias e exames. Atualmente, 60% dos atendimentos e internações de alta complexidade pelo SUS são realizados por hospitais filantrópicos.

+++ Quem recebe o Pis/Pasep 2023 em maio? Veja calendário completo

O SUS é a política social mais inclusiva que o Brasil conseguiu, diz ministra

A ministra reconheceu a importância das novas verbas, mas destacou que elas ainda são insuficientes diante do endividamento das entidades. Ela solicitou o apoio do presidente Lula junto à Caixa Econômica Federal para a gestão do crédito ao setor.

Nísia ressaltou ser fundamental garantir a sustentabilidade do SUS como política de Estado, especialmente agora em que se discute a reforma tributária e todo o financiamento das políticas sociais.

A ministra enfatizou que o SUS é a política social mais inclusiva que o Brasil conseguiu até o momento e que pode contribuir para o desenvolvimento de ações sustentáveis para reduzir a vulnerabilidade do país em relação a vacinas, medicamentos e insumos essenciais para toda a atenção à saúde.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.