MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Montadora Caoa Chery anuncia fechamento de fábrica em SP e demissão de 480 trabalhadores

De acordo com o sindicato, a decisão pegou os metalúrgicos da Caoa Chery de surpresa. A fábrica pretende modernizar a produção de veículos elétricos

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 06/05/2022, às 18h55

De acordo com o sindicato, a decisão pegou os metalúrgicos da Caoa Chery de surpresa. A fábrica pretende modernizar a produção de veículos elétricos
De acordo com o sindicato, a decisão pegou os metalúrgicos da Caoa Chery de surpresa. A fábrica pretende modernizar a produção de veículos elétricos - Divulgação/Fábrica Caoa Chery Jacareí/SP
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A montadora Caoa Chery vai encerrar as atividades da fábrica de Jacareí (SP). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (5) e comunicado ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. Cerca de 480 trabalhadores serão demitidos com o fechamento da fábrica. De acordo com o sindicato, a decisão pegou os metalúrgicos de surpresa.

A fábrica em Jacareí produz os modelos Tiggo 3 e Arizzo 6. A direção da Caoa Chery informou que um modelo será descontinuado e dois outros modelos serão importados da China. Por isso, a empresa pretende encerrar toda a produção em Jacareí. A fábrica disse que a unidade vai modernizar a produção de veículos elétricos, que terá início em 2025.

A montadora disse em comunicado que está focada na necessidade global de mobilidade sustentável e está comprometida em eletrificar todos os modelos de seu portfólio para o Brasil e seus consumidores até o final de 2023. Com isso, deverá iniciar um grande processo de remodelação da unidade fabril da Caoa Chery em Jacareí.

A fábrica da Chery foi inaugurada em Jacareí no dia 28 de agosto de 2014. Em 2017, metade da operação da montadora chinesa no Brasil foi comprada pelo Grupo Caoa.

Caoa Chery suspende atividades na fábrica

Esta é a primeira vez que a fábrica, inaugurada em 2015, passará por uma atualização desse porte. Localizada em um ponto estratégico em São Paulo, com fácil acesso às principais rodovias do país, a fábrica será adaptada para se adequar aos processos produtivos “que permitirão a introdução de novos produtos concebidos a partir de plataformas de última geração, equipados com propulsores híbridos ou 100% elétricos”.

A montadora informou que a adaptação da unidade de Jacareí terá como parâmetros o processo produtivo já empregado na fábrica da Caoa Montadora, em Anápolis (GO). De acordo com a empresa, para que as mudanças ocorram de forma efetiva, será necessário a parada temporária da unidade fabril de Jacareí (SP).

A suspensão das atividades tem como objetivo ajustar os processos produtivos da planta para novos modelos com tecnologias híbridas e elétricas, “visando a modernização e atualização das linhas de produção''.

Em relação aos funcionários da fábrica de Jacareí, a empresa informou que está conversando com representantes do sindicato dos metalúrgicos de São José dos Campos e região para definir um pacote de complementação de remuneração, "além do regular pagamento das verbas rescisórias legais, seguindo o seu compromisso de respeito aos trabalhadores", diz a nota.

Segundo o sindicato, a decisão vai demitir todos os 370 metalúrgicos da produção de Jacareí. A empresa também comunicou que pretende demitir mais da metade de seu quadro administrativo, que atualmente emprega 230 trabalhadores na fábrica. Os demais funcionários serão realocados para outros departamentos da montadora.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.