MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Mulheres são presas pela PF por suspeita de golpe de R$ 141 mil em INSS de Alagoas

O valor se refere ao efeito retroativo do benefício por morte, que foi solicitado pelo INSS. De acordo com investigações preliminares a criança pode não existir

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 26/07/2022, às 17h28

Criança dada como morta pelas mulheres que deram golpe do INSS pode não existir
Criança dada como morta pelas mulheres que deram golpe do INSS pode não existir - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A Polícia Federal (PF) prendeu duas mulheres por suposta fraude de R$ 141 mil envolvendo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). As prisões ocorreram na segunda-feira, 25, em União dos Palmares, Zona da Mata de Alagoas.

Segundo a PF, o valor se refere ao efeito retroativo do benefício por morte, que foi solicitado pelo INSS em favor da filha adolescente de uma das presas. "Investigações preliminares realizadas pela PF constataram que a menor beneficiária não existe, ou seja, trata-se de pessoa fictícia, sendo, portanto, fraudulento o benefício”.

Uma investigação preliminar constatou que a beneficiária menor de idade não existia, ou seja, era uma pessoa fictícia e, portanto, o benefício era fraudulento. O valor apreendido será depositado em conta judicial e deverá ser devolvido aos cofres do INSS

+++Saiba como solicitar Auxílio Caminhoneiro de R$ 1 mil pago em agosto

Veja como se prevenir de alguns golpes do INSS

Para que não caiam em golpes do INSS, as pessoas devem ficar atentas. Um dos mais comuns é o golpe por parte de advogados que promete aumentar o valor dos seus benefícios. Nessas situações, é importante lembrar que as informações de um verdadeiro profissional deverão ser todas baseadas em horas de estudo sobre a situação de cada cliente.

Outro golpe muito comum que vem sendo aplicado é o envio de um link por mensagem de texto de um celular ou via WhatsApp. Normalmente, trata-se de um link que, presumivelmente, parece ter sido enviado pelo banco do segurado, contendo uma solicitação de atualização dos dados cadastrais.

Em seguida, você ainda é notificado de que há uma pendência no seu CPF que pode ser resolvida por meio deste link. Quando um link é clicado, o site geralmente parece ser confiável. Com isso, você pode acabar inserindo dados pessoais importantes e até senhas que podem ser utilizadas para empréstimos, por exemplo.

Tenha muito cuidado. O INSS ou seu banco nunca pedirá a renovação do seu cadastro por mensagem de celular, e-mail ou WhatsApp.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.