MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Não subestime o consumo de água! Saiba como reconhecer e combater a desidratação

Os efeitos da falta de água no corpo podem ser surpreendentemente prejudiciais para a saúde. Confira tudo que você precisa saber sobre a desidratação e ficar longe dos sintomas

Confira tudo que você precisa saber sobre a desidratação
Confira tudo que você precisa saber sobre a desidratação - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 23/08/2023, às 21h14

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em tempos da onda de calor pelo Brasil, a desidratação é uma preocupação real que afeta pessoas de todas as idades e origens. Os efeitos da falta de água no corpo podem ser surpreendentemente prejudiciais para a saúde. É crucial compreender os sinais de desidratação, identificar suas causas e compreender a grande importância da hidratação adequada para garantir o bem-estar e a vitalidade do organismo.

A prevenção é a chave para evitar a desidratação. Além de beber água regularmente, é vital consumir alimentos com alto teor de água, como frutas e vegetais. Durante exercícios ou em climas quentes, é crucial aumentar a ingestão de líquidos para compensar a perda de líquidos pelo suor.

+++ Onda de calor no inverno brasileiro: altas temperaturas e tempo seco dominam a semana

Confira tudo que você precisa saber sobre desidratação 

Como saber que estou desidratado?

Reconhecer os sintomas de desidratação é uma habilidade essencial para agir prontamente. Entre os sinais mais comuns estão a sensação de boca seca, uma sede insaciável, urina escura e concentrada, fadiga, tonturas, confusão mental e uma redução na produção de lágrimas e sudorese.

De onde o corpo tira água quando estamos desidratados?

Quando o corpo enfrenta a desidratação, ele age para preservar a água essencial para funções vitais, como o cérebro e o coração. A primeira reserva de água comprometida é o fluido intracelular, seguido pelo fluido intersticial, que preenche os espaços entre as células. Se a desidratação persistir, o corpo pode ser forçado a extrair água do sangue, o que pode prejudicar a circulação e causar problemas graves.

Quantidade de água necessária para manter-se hidratado?

A quantidade ideal de água a ser ingerida diariamente pode variar conforme a idade, o peso, o nível de atividade física e até o clima. Contudo, em geral, especialistas recomendam o consumo de cerca de 2 a 3 litros de água por dia para adultos, ajustando conforme as necessidades individuais.

Doenças causadas por desidratação

A desidratação não tratada pode resultar em complicações sérias. Sintomas mais leves incluem cãibras musculares, fadiga e constipação. À medida que a desidratação avança, condições mais sérias podem surgir, como pedras nos rins, infecções urinárias, pressão arterial alta e distúrbios cardíacos. Em casos extremos, a desidratação pode ser fatal.

Consultar um profissional de saúde ao identificar sintomas graves ou persistentes é fundamental para um diagnóstico preciso e um tratamento eficaz. Portanto, não subestime a importância de manter-se bem hidratado!

+Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.